Skip to main content
Menu

PRF apreende oito veículos e prende sete pessoas durante operação na Paraíba; Seis ocorrências foram no Sertão

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) da Paraíba, no decorrer de fiscalizações realizadas entre o dia 31 de agosto e 03 de setembro, apreendeu oito veículos (quatro motos e quatro carros), resgatou uma ave silvestre que estava sendo transportada em um veículo, prendeu cinco homens e duas mulheres e apreendeu um adolescente por ato infracional. Seis dessas ocorrências aconteceram no Sertão do estado.

A primeira ocorrência foi no dia 31 de setembro, por volta das 10h, no município de Santana dos Garrotes (Vale do Piancó), na BR-426, em fiscalizações alusivas à Operação Temática de Enfrentamento às Fraudes Veiculares, quando abordaram um veículo e foi identificado que ele estava adulterado. O condutor, um homem de 51 anos, relatou ter comprado o carro este ano. O carro tinha um registro de roubo conforme consulta nos sistemas. Diante dos fatos evidenciados, ele foi detido e conduzido para as autoridades cabíveis pelo crime de receptação e adulteração.

A segunda ação se deu 35 minutos depois, também em Santana do Garrotes, na BR-426, quando agentes visualizaram carro estacionado próximo a um posto de combustível e ele apresentava placa fora dos padrões estabelecidos, o que motivou a abordagem. Durante a fiscalização, foi constatado que o veículo, além de adulterado, tinha um registro de roubo ocorrido em Brasília (DF), em outubro de 2015. Não foi possível localizar quem estava na posse do veículo. De acordo com informações apuradas pelos policiais, o condutor havia abandonado o carro e seguido viagem. O automóvel foi recolhido e encaminhado para as autoridades cabíveis.

A próxima ação se deu no município de Santa Rita, por volta das 11h, quando equipe da PRF visualizou um carro e a após a abordagem, verificou-se que ele transitava com os pneus carecas, o que apresenta risco não só para os ocupantes, mas para todos os usuários da rodovia, razão pela qual o condutor, um homem de 23 anos, foi notificado pela condição do veículo. Dando prosseguimento à fiscalização, foi identificado que o carro tinha um registro de apropriação indébita, pois ele havia sido locado em julho de 2021 e nunca devolvido. Diante das circunstâncias, o indivíduo foi detido e encaminhado para a Central de Flagrantes.

Na tarde do mesmo dia, por volta das 16h, desta vez no município de São João do Rio do Peixe, policiais realizavam rondas quando avistaram uma motocicleta estacionada com sinais de adulteração. Foi realizada a abordagem, sendo verificado que alguns elementos não eram originais. Uma mulher de 28 anos se apresentou como proprietária e relatou ter comprado a motocicleta de uma pessoa que revende veículos. Ela foi detida e encaminhada para Delegacia de Polícia Judiciária.

Já na manhã da última sexta-feira (01), por volta das 09h40, agentes da PRF realizavam fiscalização no município de Sousa quando visualizaram outra motocicleta estacionada próximo a um mercado. Ela também apresentava indícios de adulteração. Prontamente, a moto foi abordada e passou por uma criteriosa análise que constatou a adulteração. Uma mulher de 35 anos relatou ser a proprietária. Ela disse ter conseguido a moto como pagamento de uma dívida. Sendo assim, a mesma foi detida e encaminhada para as autoridades cabíveis.

Cerca de 10 minutos após a última ocorrência, desta vez no município de São João do Rio do Peixe, uma motocicleta foi abordada e durante as consultas aos sistemas de segurança, foi identificado um registro de roubo/furto. Ela havia sido subtraída do seu legítimo proprietário em março de 2022 no município de Major Sales (RN). O condutor, um homem de 27 anos, relatou ter comprado a moto em uma loja, contudo, informou não se recordar o município onde comprou. Diante dos fatos narrados, o indivíduo foi detido.

A última ação ocorrida na sexta se deu pela manhã, às 11h, no município de Aparecida, quando policiais avistaram uma motocicleta com suspeita de adulteração. Prontamente, foi realizado deslocamento a fim de realizar uma inspeção minuciosa. A moto foi abordada quando o condutor já havia estacionado ela próximo a uma escola. Foi solicitado que o mesmo comparecesse ao local para realização da fiscalização. Pouco tempo depois, apareceu um adolescente acompanhado da diretora da instituição de ensino. Durante a fiscalização foi constatado que a moto estava adulterada e contra ela havia um registro de roubo ocorrido em agosto de 2016 no município de Pombos/PE. O rapaz que se apresentou como proprietário relatou que a mãe havia comprado a moto para lhe dar de presente por meio de um anúncio em uma rede social. Sua mãe compareceu ao local da abordagem e confirmou a versão dada. Ela apresentou uma captura de tela em que o vendedor dá a entender que o veículo era de leilão. Diante dos fatos narrados, o adolescente foi conduzido para as autoridades cabíveis.

No decorrer do domingo, por volta das 08h20, no município de Sobrado, um carro foi visto parando antes da fiscalização, o que despertou atenção dos policiais. Prontamente, os agentes da PRF se deslocaram até o automóvel a fim de realizar abordagem. Durante a fiscalização, o condutor, um homem de 43 anos, apresentou bastante nervosismo. Questionado o motivo, ele relatou estar transportando um pássaro popularmente conhecido como “papa-capim” e três gaiolas. Ele não possuía documentação e nem autorização de transporte. Diante do flagrante, o homem foi detido por perseguir, caçar ou apanhar espécime da fauna silvestre. O animal foi conduzido para o Centro de Triagem de Animais Silvestres.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Diário do Sertão

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE