Skip to main content
Menu

Policial civil é preso no Sertão acusado de vender armas e drogas para quadrilhas

Um policial civil foi preso durante a operação ‘Contínua’, deflagrada nesta quinta-feira (20/07/2023) para combater a atuação de um grupo criminoso nos municípios de Patos e Teixeira, no Sertão paraibano. Outras quatro pessoas foram presas e armas e drogas apreendidas.

Na casa do policial civil, lotado na delegacia de Teixeira, foram apreendidos fuzil, pistola, revólveres, munições e drogas. O superintendente regional da Polícia Civil, Cristiano Jacques, revelou que as armas e munições eram comercializadas ilegalmente pelo policial detido para quadrilhas, assim como as drogas.

“O que mais surpreende é a participação de um policial civil. A gente lamenta, mas tem que tomar uma atitude firme aplicando a lei como tem que ser feito. No ano passado já tínhamos feito um trabalho de repressão dentro da Polícia Civil, que culminou na prisão do delegado de Teixeira e hoje com a prisão de um agente, também da delegacia de Teixeira. Ele tinha uma participação efetiva na contribuição e fomentação da criminalidade”, disse o superintendente em entrevista ao repórter Airton Alves.

O delegado da 15ª seccional, Paulo Ênio, explicou as investigações tiveram início a partir da prisão em flagrante de um criminoso apontado como chefe do tráfico de drogas na região da serra, compreendendo os municípios de Teixeira e Maturéia. A Polícia Civil deu continuidade às investigações e com o auxílio do setor de inteligência da Polícia Militar identificou outros integrantes do grupo criminoso.

“Tínhamos notícia de comercialização de armas de fogo com participação de policial lotado na delegacia de Teixeira”, disse o delegado.

Mandados foram cumpridos também nas cidades de Desterro e Cacimbas.

A identificação do policial preso não foi divulgada.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Mais PB

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE