Skip to main content
Menu

Vasco e Nova Iguaçu fazem jogo frenético no Maracanã e ficam no empate pela semifinal do Carioca

Um jogaço no Maracanã fechou as partidas de ida da semifinal do Campeonato Carioca. Na noite deste domingo (10/03/2024), Vasco e Nova Iguaçu empataram em 1 a 1. Xandinho abriu o placar, e Lucas Piton deixou tudo igual.

As duas equipes voltam a campo para definir vaga na final no próximo domingo (17/03/2024), às 16h (de Brasília), ainda sem estádio definido. A equipe da Baixada Fluminense tem vantagem do empate no agregado por conta de sua campanha melhor que a do rival na Taça Guanabara.

Para o jogo de ida, o clima já estava mais tenso por conta das polêmicas do duelo entre os times na primeira fase. Erros de arbitragem apontados pelos vascaínos foram polêmica após a derrota sofrida.

Além disso, conseguindo mandar o jogo no estádio, o Cruzmaltino entrou em campo com a mensagem “Maracanã para todos” em sua camisa como uma forma de pressão na disputa pela concessão do local contra a dupla Flamengo e Fluminense.

Com a bola rolando, o jogo começou lá e cá. O Vasco conseguia trocar melhor os passes para chegar ao gol adversário, enquanto o Nova Iguaçu levava perigo nas chances de média e longa distância, obrigando Léo Jardim a fazer boas defesas.

O primeiro grande lance ocorreu aos 24 minutos. Se usando da ‘arma do rival’, Lucas Piton arriscou da entrada da área, e Fabrício Santana fez uma defesaça.

Aos 32, porém, foi a vez dos visitantes chegarem com perigo. Em chute cruzado da entrada da área, Yan Silva acertou a trave, assustando a torcida vascaína no Maraca.

O mesmo fato ocorreu aos 39. Yago arriscou chute colocado e acertou a mesma trave do primeiro lance. No rebote, mesmo sem ângulo, o meia arriscou o chute, e Léo Jardim fez belíssima defesa. Em nova sobra, Yan Silva foi quem chutou para mais uma defesaça do goleiro.

Na volta para o segundo tempo, logo aos 4 minutos, Carlinhos recebeu passe na área, ficou cara a cara com Léo Jardim e acertou a trave. No rebote, Xandinho abriu o placar para o Nova Iguaçu. O lance inicialmente foi anulado por impedimento, mas confirmado depois de análise (longa) do VAR.

A situação poderia ter ficado ainda pior para o Cruzmaltino. Aos 16 minutos, Carlinhos foi mais uma vez lançado com liberdade no ataque, deu lindo drible em João Victor, mas tentou encobrir Léo Jardim, que fez a defesa.

A resposta veio aos 21. Adson fez cruzamento, Piton desviou de cabeça para o meio, e Payet chutou forte. O goleiro espalmou, a bola desviou no travessão e foi para fora.

Aos 34, então, Payet cobrou falta na área, Sforza subiu muito alto para desviar de cabeça, Lucas Piton apareceu para completar para o gol.

Pouco depois, o camisa 10 francês aproveitou sobra de chute de Vegetti na entrada da área, limpou a marcação e chutou cruzado. A bola caprichosamente bateu na trave, impedindo a virada.

Mas o jogo foi muito frenético. Quase que na sequência, Pumita Rodríguez perdeu a bola de bobeira, Carlinhos saiu cara a cara com Léo Jardim, mas chutou em cima do arqueiro rival, perdendo mais uma chance clara de gol. No lance seguinte, Bill foi quem chutou em cima do goleiro.

Nos acréscimos, jogadores das duas equipes começaram a se desentender, e a arbitragem decidiu expulsar Fernandinho, do lado do Nova Iguaçu, e Mateus Carvalho, do Vasco.

Próximos jogos do Vasco

  • Nova Iguaçu (F): 17/3, 16h (de Brasília) – Campeonato Carioca

Próximos jogos do Nova Iguaçu

  • Internacional (C): 13/3, 20h (de Brasília) – Copa do Brasil
  • Vasco (C): 17/3, 16h (de Brasília) – Campeonato Carioca

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: ESPN

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE