Skip to main content
Menu

SES identifica casos de arboviroses em 106 municípios da Paraíba

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou, nesta quinta-feira (01/06/2023), o boletim epidemiológico nº 6 de arboviroses, que informa dados dos agravos em 2023 na Paraíba, até o dia 27 de maio.

Os casos prováveis de arboviroses foram identificados em 106 dos 223 municípios paraibanos.

De acordo com o documento, foram registrados no período 5.224 casos prováveis de arboviroses na Paraíba, sendo 4.326 de dengue, 847 de chikungunya e 51 de zika.

Os dados mostram que houve redução de 72% para os casos prováveis de dengue quando comparados ao mesmo período do ano de 2022, quando 15.495 casos prováveis foram registrados.

Já para os casos prováveis de chikungunya, há uma redução de 93%. Para zika, a redução é de 88%.

Casos confirmados e óbitos

Dos 4.326 casos prováveis de dengue informados no Boletim, 2.798 foram confirmados.

Para chikungunya, foram confirmados 629 casos e, dos 51 casos prováveis de zika, 29 foram confirmados, nenhum deles em gestantes.

Até o momento, a Paraíba confirmou dois óbitos por dengue, um no município de Sousa e outro em Baraúna. Oito óbitos suspeitos por arboviroses foram descartados e nove estão em investigação.

Prevenção

A técnica em arboviroses da SES, Carla Jaciara, lembra que a população deve continuar com os cuidados e manter os locais que podem servir de criadouro para o mosquito sempre limpos.

“O período de chuva traz uma maior probabilidade de incidência das arboviroses. É sempre bom lembrar que os recipientes com água devem ser esvaziados ou limpos frequentemente, incluindo caixas d’água, cisternas, vasos de plantas, bebedouros de animais domésticos e aquários. As calhas não podem ser esquecidas e qualquer objeto que possa acumular água com as chuvas no quintal ou jardim deve ser monitorado para evitar proliferação”, disse.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Portal Correio

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE