Skip to main content
Menu

Sem inspiração, Vasco é superado pelo Bahia e perde a primeira no Brasileiro

O Vasco decepcionou o seu torcedor que lotou São Januário e perdeu para o Bahia, por 1 a 0, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O Cruz-Maltino teve tempos distintos. No primeiro, criou boas chances, mas pecou pela falta de capricho nas finalizações.

Melhor para o Bahia, que foi letal com Thaciano, que marcou nos minutos finais da primeira etapa.

No segundo tempo, sem inspiração, o Vasco buscou empatar na base do abafa, mas enfrentou dificuldades para superar a defesa do Bahia, que ainda teve grandes oportunidades para ampliar o marcador.

No final, vitória merecida dos visitantes, que conquistaram a primeira vitória no Brasileiro. Já o Cruz-Maltino amargou a primeira derrota, logo no reencontro de São Januário com a Série A.

No próximo sábado, dia 6, o Vasco tem o clássico com o Fluminense, no Maracanã, às 21h. Já o Bahia, recebe o Coritiba, domingo, dia 7, na Fonte Nova, às 16h.

RITMO ACELERADO

O torcedor que demorou para entrar no estádio perdeu lances importantes do jogo. Logo aos 2 minutos, o Bahia acertou a trave, com Jacaré, indício de que a partida seria bastante movimentada. E foi. A partir do susto, o Vasco passou a empilhar oportunidades e antes dos 15 minutos já tinha desperdiçado pelo menos três grandes chances de abrir o placar com Alex Teixeira, Pedro Raul e Puma Rodríguez.

VELHA MÁXIMA

Com o passar do tempo, o Bahia conseguiu equilibrar o jogo, diminuindo o ímpeto do Vasco, que passou a ter dificuldades em criar oportunidades. E quem não faz, acaba levando no futebol e com o Cruz-Maltino não foi diferente. Em contra-ataque, o time baiano conseguiu abrir o placar com Thaciano, que teve tranquilidade para limpar a jogada e capricho para finalizar, situação que faltou ao Vasco.

MUDANÇAS E ESTREIA

Atrás no placar, o Vasco voltou para o segundo tempo sem alterações e sem inspiração para reagir. O Bahia marcava em seu campo e tinha o contra-ataque como grande arma para ampliar o marcador e teve chances para isso. Entregue na proposta de jogo, Barbieri promoveu as entradas de Rodrigo, Orellano e Carabajal, que fez a sua estreia pelo Vasco. O time em tese ficou mais ofensivo, mas seguiu inoperante, abusando dos cruzamentos da intermediária para Pedro Raul. 

ATAQUE TOTAL E MAIS UMA ESTREIA

Sem criatividade, o que restou ao Vasco foi partir para o abafa nos minutos finais do jogo. Barbieri lançou mais dois atacantes no time, Erick Marcus e Rwan Cruz, que fez a sua estreia pelo Vasco. A formação extremamente ofensiva não se traduziu em chances de gol. O Cruz-Maltino conseguiu poucas finalizações, a mais perigosa em uma cobrança de falta de Orellano. 

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Lance!

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE