Skip to main content
Menu

Em fase de testes, câmeras corporais começam a ser usadas por policiais militares na Paraíba

Os policiais militares que fazem o policiamento do desfile do bloco Muriçocas do Miramar, em João Pessoa, nesta quarta-feira (15/02/2023), já utilizam as bodycams, mais conhecidas como câmeras corporais.

O uso está em fase de teste e têm capacidade para 12 horas de gravação. O equipamento permite a filmagem de todo o procedimento policial, registrando as interações entre o policial militar e o cidadão.

No bloco Muriçocas do Miramar, os policiais saem para o serviço utilizando o dispositivo. As imagens são captadas no equipamento e posteriormente armazenadas em um dispositivo tipo Dockstation, para auxiliar em situações investigativas e também quando for necessária a constituição de provas.

Esses equipamentos e outras tecnologias embarcadas utilizadas no âmbito da Segurança Pública fazem com que os policiais desenvolvam suas atividades cotidianas de registros de ocorrências de forma mais célere, com as condições necessárias e adequadas para os devidos procedimentos inerentes às tarefas, cumprindo assim os compromissos com a sociedade paraibana.

“As câmeras são semelhantes às utilizadas no São João de Campina Grande em 2022 e que ficaram acopladas ao corpo dos militares em atuação, permitindo a filmagem de todo o procedimento policial, e seguem um cronograma de avaliação e análise”, explicou Fabiano Vieira, gerente de Tecnologia da Informação (GTI) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social.

De acordo com o coronel Carlos Sena, comandante do Policiamento Regional Metropolitano de João Pessoa, as câmeras foram acopladas ao fardamento dos policiais já na concentração do efetivo. 

Fonte: Click PB

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE