Skip to main content
Menu

Botafogo tem atuação vexatória, perde para a Portuguesa e está fora da briga pelo Carioca

O sonho do Botafogo conquistar o Campeonato Carioca chegou ao final de maneira melancólica. Com uma atuação tenebrosa, a equipe amargou a derrota por 1 a 0 para a Portuguesa nesta quarta-feira (08/03/2023), em jogo realizado pela última rodada da Taça Guanabara. Coube a Anderson Rosa fazer o gol da Lusinha em partida realizada no Estádio Raulino de Oliveira.

O resultado deixa a equipe na quinta colocação da Taça Guanabara. O Alvinegro termina a competição com 19 pontos, atrás do Volta Redonda, e não disputará as semifinais do Campeonato Carioca. Com o resultado, a equipe disputará a Taça Rio, competição que envolve do quinto ao oitavo colocado do Estadual. A Portuguesa, por sua vez, chega aos 13 pontos, se garante na briga pela Taça Rio e espera o fim da rodada para saber sua colocação.

JOGO ABERTO DEMAIS

A escolha de Luís Castro por uma formação com três zagueiros ensaiou um início promissor para o Botafogo. A equipe ia à frente e rondava a área, mas se resumia a lampejos e sacrificava jogadores. Após cobrança de escanteio, Mota saiu em falso e Matheus Nascimento cabeceou para fora. Em nova jogada, o camisa 90 recolheu a bola e encontrou Carlos Alberto, que chutou mascado.

Aos poucos, a Portuguesa foi aproveitando os muitos buracos deixados pela zaga alvinegra. Lucas Silva fez lançamento preciso para Emerson Carioca. O camisa 25 surgiu com liberdade e, diante de Lucas Perri, mandou para fora.

MELHOR, LUSINHA SAI NA FRENTE

Mais organizada, a Lusinha ia se sobressaindo e tinha chances com Yuri e Lucas Silva. A equipe voltou a trazer calafrios em uma bola alçada por Lucas Silva. Emerson Carioca desviou e encontrou Anderson Rosa. O camisa 7 arriscou e obrigou Lucas Perri a espalmar. 

Com enorme dificuldade para criar, o Botafogo conseguiu rara chance quando Adryelson tabelou com Matheus Nascimento e encheu o pé. A conclusão do zagueiro, porém, não ameaçou a meta de Mota.

Minutos depois, a Portuguesa encontrou o caminho para o gol. Após arrancada, Joazi levantou para a área. Lucas Silva buscou a jogada e serviu Anderson Rosa. O camisa 7 não titubeou ao finalizar para a rede aos 42.

MELHORA ALVINEGRA

O técnico Luís Castro desfez a formação e, na volta do intervalo, o Botafogo aos poucos foi retomando as ações. Raí arriscou jogada individual, mas se enrolou na hora de concluir. Lucas Fernandes e Luis Henrique também se lançavam à frente, mas tropeçavam em erros.

Coube a Carlos Alberto levar perigo. O camisa 27 se desvencilhou da marcação, finalizou cruzado e obrigou Mota a saltar para fazer a defesa. A bola ia se encaminhando para a rede, mas a zaga da Portuguesa se esticou para rechaçar. Em seguida, Adryelson tentou aproveitar em cobrança de escanteio e a chance passou rente à trave. Enquanto isso, a Portuguesa se restringiu a ameaçar em cobrança de falta de Lucas Silva.

QUE DRAMA…

A reta final se tornou ainda mais dramática para o Botafogo. A promessa de bom futebol da equipe de Luís Castro se esvaiu. A equipe tinha campo a sua disposição, mas esbarrava na afobação ao trocar passes e era atabalhoada em campo. Nos últimos minutos, coube a Cuesta e Adryelson fazerem cruzamentos em busca de seus companheiros. Porém, o Alvinegro era apático em campo.  

A Portuguesa teve chances de ampliar no finzinho. William surgiu livre na cara do gol, mas mandou para a arquibancada. Em seguida, Romarinho recebeu livre, mas esbarrou na zaga. Em atuação sofrível, o Botafogo se despede do sonho do título carioca. No momento, é pensar em se garantir na Copa do Brasil de 2024.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0x1 PORTUGUESA

Data e hora: 8 de março de 2023, às 21h10
Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Marcus Vinicius Machado Araújo Brandão
Renda / Público: 42.102,00 / 1.150 pagantes (1.526 presentes)

Cartões amarelos: Victor Sá (BOT), Emerson Carioca, Feitosa (PRJ)

Gol: Anderson Rosa, 42’/1ºT (0-1)

BOTAFOGO (Técnico: Luís Castro)
Lucas Perri, Adryelson, Víctor Cuesta e Segovia (Hugo – intervalo); Tchê Tchê, Lucas Fernandes (Gabriel Pires, 28’/2ºT) e Marlon Freitas (Luis Henrique – intervalo); Carlos Alberto, Raí (Lucas Piazon, 28’/2°T), Víctor Sá (JP Galvão – intervalo) e Matheus Nascimento.

PORTUGUESA (Técnico: Felipe Surian)
Mota; Joazi, Matheus Santos, Lucas Santos e Yuri; Vitor Feitosa (William, 41’/2ºT), Anderson Rosa (Juninho, 30’/2°T), João Paulo (Wellington, 20’/2ºT), Romarinho e Lucas Silva (Fernandes, 23’/2ºT); Emerson Carioca (Gilmar, 23’/2°T).

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Lance!

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE