Skip to main content
Menu

Acusado de homicídio vai a júri popular em Pombal; Suspeito foi solto em 2021 e ainda não foi encontrado

O tribunal do júri da comarca de Pombal se reunirá na terça-feira (14/03/2023), para analisar um crime contra a vida praticado em 2006 contra um homem acusado de matar outro “por engano”, conforme consta da investigação à qual o Blog do Naldo Silva teve acesso.

De acordo com o processo, o réu, Antônio Neves Neto, conhecido por “Tota”, 52 anos, matou o agricultor Antônio de Sousa Pereira, conhecido por “Antônio Pequeno”, por acreditar que teria sido ele o autor da morte de Ivanildo Neves Sobrinho, que era irmão do acusado, em data não informada nos autos.

O homicídio contra “Antônio Pequeno” aconteceu no dia 15 de dezembro de 2006, por volta das 16h30min, nas margens da BR 427, quando ele deslocava-se em uma bicicleta na companhia da esposa, voltando para sua residência do casal, no sitio Pau de Leite, zona rural de Pombal.

O assassino estava na garupa de uma moto conduzida por outra pessoa que não foi identificada pela polícia, quando passou pelo casal e retornou em seguida, efetuando vários disparos de revólver contra a vítima, provocando sua morte no local.

Antes de ser ferido pelos tiros, “Antônio Pequeno” ainda teria dito “vocês estão atirando no cara errado, não sou eu não”, supostamente numa referência à vingança desejada pelo autor do assassinato pela morte do irmão.

Após o homicídio, Antônio Neves fugiu da cidade e só foi preso em 2015 em Minas Gerais, e negou ser o autor da execução. Em março de 2021, o juiz Luiz Gonzaga Pereira, da comarca de Pombal, determinou a transferência do detento para a cadeia local, mas, em virtude da pandemia do Covid-19, os governos dos dois Estados alegaram a impossibilidade de atender à ordem judicial, o que fez com que o Magistrado concedesse liberdade ao réu, em maio do mesmo ano.

O julgamento chegou a ser agendado para o dia 3 de março, mas precisou ser adiado em virtude dele não ter sido encontrado para ser intimado da sessão, o que foi feito somente através de edital, abrindo a possibilidade de que o júri ocorra sem sua presença no dia 14.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Blog do Naldo Silva

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE