Skip to main content
Menu

Acusado de atropelar e matar motoboy em João Pessoa, Ruan “Macário” vai a julgamento em setembro

O acusado de atropelar e matar o motoboy Kelton Marques, em 2021, no retão de Manaíra, em João Pessoa, vai a julgamento no dia 14 de setembro. Ruan Macário está preso no presídio de Catolé do Rocha há quase um ano, quando se entregou à polícia após nove meses foragido.

“Está mais perto do nunca a solução desse caso. O júri já foi marcado. Nós já superamos a primeira fase do processo tribunal do juri que se encerrou com a pronúncia, que já transitou em julgado e não cabe mais nenhum tipo de recurso”, disse o advogado Luiz Pereira durante entrevista à TV Arapuan. De acordo com as informações o julgamento está marcado para acontecer a partir das 9h do dia 14 de setembro, no Fórum Criminal de João Pessoa.

Ainda de acordo com o advogado Luiz Pereira, a expectativa é de que Ruan Macário seja ouvido e condenado. “Na audiência do julgamento nós teremos a oportunidade de ouvir todas as testemunhas novamente, peritos… e o próprio Ruan terá a oportunidade de falar novamente. Nessa oportunidade o conselho de sentença vai proferir uma decisão e a gente acredita que Ruan Macário seja condenado”, concluiu.

Relembre

Ruan Macário é acusado de atropelar e matar o motoboy Kelton Marques, de 33 anos, na madrugada do dia 11 de setembro de 2021, ao ultrapassar o sinal vermelho do cruzamento da Avenida Flávio Ribeiro Coutinho, no Retão de Manaíra a 163km/h. Ruan estava foragido desde setembro de 2021, quando foi identificado como único acusado do crime.

Uma das imagens divulgadas é do GPS do carro de Ruan Macário que ficou no local da colisão, na madrugada do sábado (11/09/2021). Após o acidente ele fugiu, deixando toda documentação, e a Polícia Civil também está com o vídeo que mostra a sua fuga sem prestar socorro à vítima que morreu no local. Tanto a moto quanto o carro ficaram destruídos. Além disso, o muro de um condomínio residencial foi derrubado.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Click PB

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE