Skip to main content
Menu

Ex-tesoureira e ex-diretora do Padre Zé podem fazer delação premiada

A ex-tesoureira e a ex-diretora administrativa do Hospital Padre Zé, em João Pessoa, respectivamente Amanda Duarte e Jannyne Dantas, podem fazer uma delação premiada contra o ex-diretor geral, Padre Egídio de Carvalho.

Padre Egídio foi preso suspeito de liderar um esquema criminoso que teria desviado R$ 140 milhões do Hospital Padre Zé e da Ação Social Arquidiocesana (ASA).

Segundo o advogado de defesa das duas, existe a possibilidade da delação premiada.

O advogado disse ainda que em vários momentos, as duas funcionárias teriam agido sob pressão do Padre Egídio.

Sobre o carro comprado em nome de Jannyne e alugado para a instituição, o advogado ressaltou que era uma maneira de garantir aumento salarial para a ex-diretora.

Padre Egídio é suspeito de liderar um esquema criminoso que teria desviado R$ 140 milhões do Hospital Padre Zé e da Ação Social Arquidiocesana (ASA).

Ele está preso e nessa segunda-feira (20/11/2023) foi transferido para uma cela individual na Penitenciária Especial do Valentina de Figueiredo, em João Pessoa.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Notícia Paraíba

Seja o primeiro a escrever um comentário.

Deixe uma resposta

Os campos obrigatórios estão marcados *

Você precisa estar logado para enviar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE