Em um ataque de fúria, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), atacou o colega de plenário, Gilmar Mendes. A discussão ocorreu em meio à votação sobre as doações ocultas para campanhas eleitorais, na tarde desta quarta-feira (21/03). Após Gilmar criticar o que ele chamou de “ministro que se acha iluminado, que deveria ir para o Congresso”, Barroso afirmou que o colega “envergonha a corte”.

A discussão acalorada continuou até que a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, suspendesse a sessão. “A vida pra vossa excelência é ofender as pessoas. Não tem nenhuma ideia. Só ofende. É ódio, mau sentimento. Vossa excelência nos envergonha”, disse Barroso a Gilmar. 


Quando a sessão já estava encerrada, por determinação de Cármen Lúcia, Gilmar retrucou os ataques. “Vossa excelência então deve fechar seu escritório de advocacia”.

Sete ministros já votaram para proibir as doações ocultas, que são aquelas em que o doador, pessoa física, não tem sua identidade divulgada. 


HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Correio Braziliense
Vídeo: You Tube

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here