O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu o Grande Prêmio da Hungria, realizado na manhã deste domingo. 
Já o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), líder do campeonato, contou com a sorte para superar o alemão Nico Rosberg, seu companheiro de equipe, e ampliar a vantagem.
Tetracampeão mundial (2010-2013), Vettel alcançou neste domingo a 41ª vitória de sua carreira, igualando o brasileiro Ayrton Senna, dono de três títulos. 
Apenas o também alemão Michael Schumacher (91) e o francês Alain Prost (51) têm mais triunfos na história na Fórmula 1.

Vettel subiu ao pódio na Hungria ao lado do russo Daniil Kvyat, que o fez de forma inédita, e do australiano Daniel Ricciardo (ambos da Red Bull). 
Foi a primeira vez que a Mercedes não contou com pelo menos um piloto entre os três primeiros desde o Grande Prêmio do Brasil 2013.

Após uma prova tumultuada, Hamilton terminou na sexta posição, seu pior resultado desde o mesmo Grande Prêmio do Brasil 2013. 
Prejudicado por um pneu furado no final da corrida, Rosberg acabou apenas no oitavo lugar e viu a desvantagem na tabela de classificação aumentar ainda mais.

Os dois representantes do Brasil na Fórmula 1 tiveram participação discreta na Hungria. Felipe Nasr (Sauber) terminou na 11ª colocação, seguido pelo compatriota Felipe Massa (Williams). 

A próxima corrida do campeonato, marcada para o dia 25 de agosto, é o Grande Prêmio da Bélgica.
Em uma largada movimentada, Sebastian Vettel assumiu a primeira colocação, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen, seu companheiro na Ferrari. Hamilton, pole position, ainda foi superado por Rosberg e caiu para a quarta posição.

Ainda na primeira volta, na tentativa de se aproximar do companheiro alemão, Hamilton perdeu o traçado e deixou a pista. O piloto britânico retornou na 10ª colocação, atrás de Massa. 
Rapidamente, o competidor da Mercedes iniciou uma corrida de recuperação.

HW COMUNICAÇÃO Com Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here