O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, partiu neste sábado (09/06) para Cingapura, onde se reunirá em 12 de junho com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, após participar na manhã de hoje da Cúpula do G7 na cidade de La Malbaie, no Canadá.

A delegação americana, que também inclui o chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, e o conselheiro de Segurança Nacional do presidente, John Bolton, embarcou no avião presidencial Air Force One, que deve aterrissar em Cingapura às 20h35 locais (1h35 em Brasília de domingo).

Antes de partir, Trump deu uma entrevista coletiva na sede da cúpula do G7 durante a qual falou sobre seu encontro iminente com Kim, sobre o qual garantiu que levará apenas “um minuto” para saber se o líder norte-coreano quer negociar seriamente com os EUA.

Ao ser perguntado sobre como saberá disso tão rapidamente, Trump respondeu que porque ele é assim, e garantiu que não perderá tempo com o líder norte-coreano se achar que não está sendo honesto.

Na última quinta-feira, Trump disse que estava disposto a deixar a mesa de diálogo ao invés de assinar um acordo ruim e, apesar de ter dito que convidaria Kim à Casa Branca se tudo “correr bem”, garantiu ter mais de 300 novas sanções preparadas para utilizá-las caso as negociações fracassem.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Agência Brasil