Dois dias após a demissão de Dorival Júnior, o clube chegou a um acordo com Diego Aguirre, que assina contrato até dezembro de 2018. A informação foi publicada  pelo Globoesporte.com e confirmada pelo ESPN.com.br.

Aguirre, contudo, ainda não tem data para estrear. Ele terá de obter o visto de trabalho. Assim, a tendência é que o treinador interino André Jardine esteja à frente do time na próxima quarta-feira diante do CRB, em Maceió, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil (na ida, o São Paulo venceu por 2 a 0).

Na sexta-feira, o ESPN.com.br já adiantava que Aguirre, de 52 anos, era o favorito para assumir o cargo, já que Raí, diretor de futebol, e Ricardo Rocha, coordenador de futebol, gostam do perfil do uruguaio. Além deles, Diego Lugano também reforçava a escolha do compatriota.

Vale lembrar que no final de 2015 o São Paulo cogitou a contratação dele, mas ele fechou com o Atlético-MG e o time tricolor trouxe o argentino Edgardo Bauza. O principal trabalho do uruguaio foi a campanha que levou o Peñarol à decisão da Copa Libertadores de 2011, quando o time aurinegro perdeu a taça para o Santos de Neymar e Ganso.

Aguirre está desempregado desde 22 de setembro de 2017, quando acertou uma saída amigável do San Lorenzo, após a eliminação do time argentino nas quartas de final da Copa Libertadores pelo Lanús, nos pênaltis. No futebol brasileiro, ele já trabalhou no Internacional, em 2015, e no Atlético-MG, em 2016. Na época em que ainda jogava foi atacante do São Paulo em 1990, quando inclusive atuou com Ricardo Rocha e Raí.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: ESPN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here