Os deputados federais retomaram nessa quarta-feira (10) a votação da Proposta de Emenda a Constituição da reforma política. 
Mais três temas polêmicos foram apreciados: o fim do voto obrigatório, a coincidência da data das eleições e o mandato de cinco anos para cargos legislativos e executivos.

Os deputados da Paraíba participaram das votações, com exceção de Benjamin Maranhão (SD) e Damião Feliciano (PTB) que não compareceram a sessão.

Por 311 votos a 134, os parlamentares rejeitaram a aprovação do voto facultativo e os eleitores continuam obrigados a votar. 

Dos deputados paraibanos, apenas Efraim Filho (DEM), Manoel Júnior (PMDB), Rômulo Gouveia (PSD) e Wilson Filho foram a favor do voto facultativo.

Outro tema polêmico debatido e apreciado ontem foi a mudança no período de mandado de todos os cargos eletivos. 

Os parlamentares decidiram pela unificação de cinco anos de mandatos para deputados, vereadores, prefeitos, governadores, senadores e presidente. 
O único deputado da Paraíba a ser contra a mudança foi Efraim Filho. A emenda aglutinativa foi apresentada pelo deputado Manoel Junior (PMDB-PB).

A Câmara também apreciou a um dispositivo da reforma política que tratava da coincidência das eleições para todos os cargos eletivos, mas o rejeitou por 225 votos a 220. Os únicos parlamentares contra a alteração foram Luiz Couto (PT) e Pedro Cunha Lima (PSDB).

Veja abaixo como votaram os deputados da Paraíba:

HW COMUNICAÇÃO com Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.