O Orçamento Participativo (OP) é um processo pelo qual a população decide, de forma direta, a aplicação dos recursos em obras e serviços que serão executados pela administração municipal.

Na administração “Desenvolvimento e Participação Popular” essas plenárias são realizadas escutando a população e respeitando a opinião do cidadão que é realmente quem sabe as prioridades do município.

Na Audiência Pública desta segunda-feira (22), o momento foi marcado pela ampla participação da comunidade, autoridades, da secretária de Planejamento Acompanhamento e Gestão, Maria Dá guia Morais e da Prefeita Pollyana Dutra, que ressaltou a importância de escutar a população para atender as reais necessidades do município.

Presidentes de associações de bairros, líderes comunitários e representantes da sociedade civil, juntamente com membros do Governo Municipal, se reuniram para discutir e sugerir propostas para o orçamento do ano seguinte.

Segundo a prefeita Pollyana Dutra, a população precisa estar a par das decisões da Administração Municipal, bem como contribuir neste processo de definição.

De acordo com a secretária de Planejamento, Acompanhamento e Gestão,  Maria Da guia Morais, é importante que as pessoas participem da elaboração do projeto orçamentário.

A cidade foi dividida em 04 (quatro) regiões que indicarão obras e investimentos ao Projeto de Orçamento Participativo 2016.

As regiões foram divididas por bairros que compreendem toda área urbana.

Na região 01 ficaram os bairros: Francisco Paulino, Santo Amaro, Boa Esperança e Jardim Rogério.

A região 02, que acomoda os bairros: Pereiros, Conjunto Antônio Mariz, Conjunto Novo Horizonte, Conjunto Carvalhadas, Francisco Pereira (casinhas) e Cícero Gregório de Lacerda.

A região 03 ficou com os bairros Jardim Santa Rosa e Vida Nova.

E fechando a 4ª e última região, ficaram os bairros Centro, Nova Vida e Petrópolis.
HW COMUNICAÇÃO com DECOM PMPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here