Nesta quinta-feira (28), foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, pela prefeita de Pombal Polyana Dutra (PT), o Decreto 1.818, prorrogando o prazo do Decreto 1.799 de 30 de janeiro que prorroga a validade do estado de emergência causado pela estiagem que afeta o município.

O Decreto inicial foi de quatro meses, o publicado nesta quinta-feira (28), terá validade de dois meses, caso o estado de emergência continue a gestora poderá prorrogar novamente pelo período que for necessário.

O Sertão paraibano vem enfrentando seguidas secas, de 2012 para cá, o sertanejo não tem um inverno promissor, contabilizando inúmeros prejuízos com a agricultura e com os rebanhos bovinos, caprinos, ovinos e suínos, além de prejuízos em outros ramos como apicultura e em criatórios de alevinos.

A situação preocupa ainda mais ao homem do campo, já que as previsões meteorológicas indicam que 2016, também não será um ano chuvoso.

A Agência Nacional das Águas (ANA), em recente reunião na cidade de Pombal, comunicou que a partir de 30 de junho, será proibido o uso das águas dos Rios Piranhas e Piancó para a irrigação.

A proibição que atinge diretamente os produtores e criadores vem causando aflição, pois conforme a medida, só será permitida a utilização da água para o consumo humano e animal, ficando proibido o uso para irrigação.

O Decreto publicado nesta quinta, é retroativo ao dia 01 de maio e com essa medida, a administração pública poderá realizar serviços para atender às necessidades, do município.
VEJA TAMBÉM:

A partir de 30 de junho, agricultores não poderão utilizar águas do Rio Piranhas em suas plantações; Irrigantes dizem que não cumprirão notificação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here