A Polícia Militar prendeu, no início da noite desta sexta-feira (18/08), um dos maiores assaltantes de bancos do Nordeste do país, em uma ação realizada em um bar da orla do Cabo Branco, na Capital. 
Ari Muniz da Silva, de 37 anos, natural da cidade de Pombal no Sertão da Paraíba, foi preso enquanto tomava uísque com um amigo, durante o “happy hour” do estabelecimento. 
Ele responde a processos por crimes de homicídio, roubos a casas lotéricas, pessoa, comércios e a veículos, sendo também apontado como líder de uma quadrilha com atuação em assaltos a bancos, carros-fortes e explosões de agências.

O acusado foi preso pelos policiais da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), com indicação da coordenadoria de inteligência da PM. Ele estava sendo procurado pela Polícia Federal e outras polícias de pelo menos quatro Estados do Nordeste. 
Contra o suspeito, havia um mandado de prisão em aberto, expedido pela comarca de Pombal-PB, com uma condenação a mais de 14 anos por roubo a banco.

A PM encontrou no carro do acusado uma pistola calibre 380 e várias munições. Ele foi apresentado na Central de Policia Civil, no bairro do Geisel, na Capital.

Ficha extensa – O acusado, que é paraibano, contou que já foi preso em Minas Gerais, em 2009; preso em São Paulo, em 2010, onde  conseguiu fugir; foi recapturado no Rio Grande do Norte, no mesmo ano; e preso em São Bento – PB, tendo cumprido pena em Pombal, João Pessoa e Catolé Rocha.

Tentativa de Homicídio – Ari Muniz, foi alvejado com vários disparos de arma de fogo no dia 05 de Maio de 2016 (RELEMBRE), tendo que ser transferido da cidade de Sousa para Pombal, sob suspeita de uma possível invasão ao Hospital Regional de Sousa (HRS), para executar o pombalense (REVEJA).

HW COMUNICAÇÃO

com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.