Informações veiculadas na Folha de São Paulo e no portal Diário do Poder, neste domingo (14), apontam o deputado federal paraibano, Hugo Mota, do PMDB (FOTO), como uma espécie de “traidor”.

Intitulada com um “Até tu Brutus” a nota veiculada no Diário do Poder diz que petistas desconfiam que presidente da CPI da Petrobrás, Hugo Mota, está aliado dos tucanos, com o objetivo de desgastar o Partido dos Trabalhadores.

Segundo a Folha, o ex-presidente Lula (PT) chegou a ligar para o vice-presidente Michel Temer (PMDB) para se queixar da convocação de Paulo Okamoto pela CPI presidida pelo paraibano.

Temer disse ao petista que também foi surpreendido com a convocação e garantiu ao ex-presidente que não havia operação apoiada pelo PMDB contra o PT.

Ele ainda ficou de conversar com Hugo Motta e com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), sobre o episódio para dar uma posição a Lula.

ENTENDA

A negociação entre PT e PSDB para aprovar proposta alternativa à redução da maioridade penal foi interrompida. 

Os petistas estão enfurecidos com o tucano Antônio Imbassahy (BA), que concluiu a aprovação de 140 requerimentos na CPI da Petrobras, entre eles a convocação do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e a quebra do sigilo fiscal, telefônico e bancário do ex-ministro José Dirceu.

A pauta avançava. O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) até se reuniu nesta semana com os tucanos Geraldo Alckmin e José Serra.

HW COMUNICAÇÃO com Mais Patos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here