Na reta final da eleição na Paraíba, pesquisa do Instituto Veritá, divulgada há pouco pelo Portal MaisPB, mostra um grau de acirramento da disputa ao Senado da República. Os números apontam o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) na liderança da disputa ao Senado da República, com 28,6% das intenções de voto. Segundo colocado, Veneziano Vital (PSB) aparece logo em seguida, com 28,3% da preferência. Os dois estão tecnicamente empatados, considerando a margem de erro de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos.

Daniella Ribeiro, candidata do PP, é a terceira. Ela é a escolhida de 21,9% dos entrevistados, um pouco acima de Luiz Couto, candidato do PT, que tem 20,8%. Roberto Paulino, nome apresentado pelo MDB, é o quinto: ele acumula 8,6%.

Os dois candidatos do PSOL, Nelson Júnior e Nivaldo Mangueira, estão empatados cada qual com 1,1%. Brancos e nulos são 29% e os que optaram entre não sabem ou que não responderam somam 19,6%.

O Instituto Veritá apresentou uma pergunta espontânea sobre o primeiro voto ao Senado. Nesse cenário, o senador Cássio Cunha Lima é o líder com 19,2%, seguido de Veneziano com 12,7%, Luiz Couto 12%, Daniella Ribeiro com 8,8%, Roberto Paulino com 3%, Nelson Junior o,2% e Nivaldo Mangueira 0,1%. Não sabe ou não responderam são 24,9% e brancos e nulos chegam ao patamar de 19,1%.

Também houve pergunta espontânea para o segundo voto. O resultado foi o seguinte: Veneziano Vital tem 12,7%, Daniella Ribeiro 10,8%, Cássio Cunha Lima 9,1%, Luiz Couto 8,9%, Roberto Paulino 4,2%, Nivaldo Mangueira 0,6% e Nelson Júnior 0,5%. Não souberam ou não responderam 28,5% e brancos e nulos 24,7%.

Dados técnicos – Registrada no TSE sob o número PB-08081/2018, a pesquisa Veritá/MaisPB ouviu 2.040 eleitores, entre os dias 26 e 28 de setembro, em 33 municípios do Estado. A margem de erro é de 2,8% para mais ou para menos.

O Instituto – O Instituto Veritá tem 20 anos de experiência no mercado brasileiro. Sediado em Uberlândia (MG), a empresa faz pesquisas em vários estados do País. Em 2016, por exemplo, publicou números das eleições nas principais capitais brasileiras, à exemplo de Aracajú (SE), Belém (PA), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES).

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Mais PB