Assim como o governador Ricardo Coutinho (PSB), a deputada federal paraibana, Luiza  Erundina (PSB-FOTO) é contra a fusão do PPS com o PSB.

Nesta sexta-feira (5), a parlamentar e mais outras cinco lideranças socialistas conclamaram os  militantes da legenda contra a fusão do partido com o PPS.

Segundo informou, hoje, o ‘Estadão’  dirigentes partidários se deram conta que o processo de fusão não possibilitaria as vantagens iniciais.

Em carta aos filiados da legenda, Erundina, Roberto Amaral (Ex-presidente do PSB), Glauber Braga (deputado federal do Rio de Janeiro), Joilson Cardoso (secretário sindical do partido), José Gomes Temporão (Ex-ministro da Saúde) e Vivaldo Viana (ex-deputado federal), dizem que querem impedir o “assassinato da legenda”.

“Agradecemos a todas as companheiras e companheiros de militância pela resistência coletiva que impediu, até aqui, o assassinato de nosso Partido. Mas não há muito o que comemorar, pois, segundo ainda os jornais, o harakiri foi apenas adiado e por razões que não são necessariamente são as nossas que lutamos pela bandeira da esquerda socialista. Divergências sobre o comando da legenda teriam impedido a consumação do crime. A pequena política nos teria livrado da pequena política”, diz trecho da carta.

HW COMUNICAÇÃO com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here