Assim como o governador Ricardo Coutinho (PSB), a deputada federal paraibana, Luiza  Erundina (PSB-FOTO) é contra a fusão do PPS com o PSB.

Nesta sexta-feira (5), a parlamentar e mais outras cinco lideranças socialistas conclamaram os  militantes da legenda contra a fusão do partido com o PPS.

Segundo informou, hoje, o ‘Estadão’  dirigentes partidários se deram conta que o processo de fusão não possibilitaria as vantagens iniciais.

Em carta aos filiados da legenda, Erundina, Roberto Amaral (Ex-presidente do PSB), Glauber Braga (deputado federal do Rio de Janeiro), Joilson Cardoso (secretário sindical do partido), José Gomes Temporão (Ex-ministro da Saúde) e Vivaldo Viana (ex-deputado federal), dizem que querem impedir o “assassinato da legenda”.

“Agradecemos a todas as companheiras e companheiros de militância pela resistência coletiva que impediu, até aqui, o assassinato de nosso Partido. Mas não há muito o que comemorar, pois, segundo ainda os jornais, o harakiri foi apenas adiado e por razões que não são necessariamente são as nossas que lutamos pela bandeira da esquerda socialista. Divergências sobre o comando da legenda teriam impedido a consumação do crime. A pequena política nos teria livrado da pequena política”, diz trecho da carta.

HW COMUNICAÇÃO com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.