Quarenta e cinco pessoas foram presas por crimes eleitorais na Paraíba, entre os quais dois candidatos a deputado estadual. As ocorrências foram registradas da noite do último sábado (06/10) até a noite deste domingo (07/10). O balanço divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) revela que as prisões aconteceram em 28 municípios e foram realizadas pelas polícias Federal, Civil e Militar encontraram irregularidades durante as eleições.

Conforme os números do TRE, entre os crimes estão propaganda irregular, desobediência à justiça eleitoral e apreensão de celulares com eleitores que tentaram fotografar o registro do voto na urna. Em Monteiro, um candidato a deputado estadual foi preso pelo crime de ‘boca de urna’. O outro candidato ao mesmo cargo foi preso na cidade de Alhandra por distribuir ‘santinhos’.

Ainda em Alhandra, segundo o boletim do TER, outras três pessoas foram presas por propaganda irregular. Já em Caaporã, um grupo de seis pessoas também foi flagrado pelos policiais cometendo crime eleitoral. Segundo a Polícia Militar, os homens estavam próximos a um local de votação, dentro de um carro, distribuindo material de propaganda política. Ao abordar o grupo, os policiais encontraram vários panfletos no interior do carro.

Eleição é avaliada como tranquila
Mesmo com esses números, o procurador regional eleitoral na Paraíba, Victor Carvalho Veggi, avaliou que a eleição foi tranquila. “As informações que estamos recebendo dos promotores eleitorais é de que as eleições ocorreram normalmente. Tivemos ocorrências envolvendo boca de urna, distribuição de santinhos na frente de alguns colégios eleitorais, mas nada de muito relevante e assim esperamos até o final”, comentou o procurador.

Com as eleições indo para o segundo turno na disputa para presidente da República, o procurador adiantou que o Ministério Público Federal e demais órgãos envolvidos na fiscalização do pleito vão manter o mesmo esquema de combate aos crimes eleitorais. “Vamos manter o mesmo comportamento, monitorando e observando o comportamento de todos e mantendo as eleições de forma ordeira e tranquila”, frisou.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Portal Correio