O advogado Carlos Fábio, presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da
Paraíba, entregou nesta quinta-feira (21), em Pombal, mais um núcleo digital
para suporte aos advogados nos Processos Judiciais Eletrônicos (PJEs).
A entidade está investindo mais R$ 156 mil na instalação de 15 unidades em
diferentes cidades paraibanas e, na região sertaneja, já foram implantados
núcleos digitais em Patos, Sousa, Cajazeiras e São Mamede.
A solenidade de entrega do Núcleo Digital de Pombal foi bastante prestigiada
por advogados da região e contou com a presença do presidente da subseção da OAB
em Sousa, Lincon Bezerra de Abrantes.
O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Paraíba (CAA/PB),
Carlos Fábio, revelou que os próximos municípios de Catolé do Rocha, Areia,
Itaporanga, Itabaiana, Mamanguape e Monteiro devem ser contempladas, em breve,
com unidades digitais para o suporte dos advogados, dentro de um compromisso
assumido pela entidade de promover constantemente a valorização da categoria por
meio de ações e serviços.
Carlos Fábio disse que a entidade está promovendo um investimento de mais de
R$ 156 mil em recursos do Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos
Advogados (FIDA) para implantar os núcleos digitais.
“Essa iniciativa vai ao encontro da necessidade de muitos profissionais que
ainda não se familiarizaram com o processo virtual, “por isso esses núcleos
estão sendo criados para facilitar o cotidiano dos colegas”, frisou.
“A sociedade evoluiu e o judiciário tem procurado acompanhar esse ritmo
frenético de mudanças, daí o nosso esforço em buscarmos os recursos para
viabilizar mais esse importante serviço para nossa advocacia”, acrescentou.
O presidente da subseção da OAB em Sousa, Lincon Bezerra de Abrantes,
parabenizou o trabalho desenvolvido pela Caixa de Assistência e destacou a
importância dos núcleos digitais como ferramenta de apoio aos advogados. “A
advocacia sertaneja agradece a Caixa de Assistência, através de seu presidente
Carlos Fábio, a deferência com a região sertaneja, já que os principais
municípios foram agraciados com essa bela iniciativa”, agradeceu.
DETALHES:
Cada núcleo digital conta com computadores ligados a internet, scanners e
técnico capacitado para prestar as orientações necessárias aos advogados. 
Além
do suporte aos advogados no manuseio e peticionamento dos sistemas processuais
eletrônicos, outra finalidade dos núcleos de inclusão digital, é dar acesso à
Justiça aos advogados que têm deficiência visual, conforme recomendação do
Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, que busca criar as condições
para democratização do acesso à operacionalização do processo eletrônico.
HW COMUNICAÇÃO com Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here