As polícias Civil e Militar realizaram, na manhã desta quinta-feira (30), uma operação conjunta nos sítios Vaca Morta, Mapirunga, São Gonçalo e Boqueirão, todos na zona rural de Catolé do Rocha e no sítio Olho D’aguinha, zona rural do município de Brejo dos Santos.
O objetivo da operação foi cumprir vários mandados de busca e apreensões, como também cumprir mandados de prisão. 
Este ano, um grave delito amedrontou a localidade, quando Francisco Moura Neto Pessoa Dutra, vulgo “Neto”, 55 anos, ateou fogo no carro e na residência de seu vizinho e primo, Rogério, por acreditar que ele havia revelado seu paradeiro aos policiais.
Neto é foragido da justiça, tendo vários mandados de prisão em aberto contra ele, por homicídio no estado do Ceará. 
Ele também é suspeito de outros crimes na região de Catolé do Rocha. No mês passado, a Polícia Militar fez incursão para localizar e dar cumprimento ao mandado de prisão contra Neto, tendo este foragido e buscado abrigo na mata. Sua vida pregressa e ação recente demonstram sua periculosidade e urgência em sua captura.
Das apreensões:
Na residência de Alisson Jalisson Da Costa Diniz, 31 anos, no sítio Olho D’aguinha, zona rural de Brejo dos Santos, a polícia encontrou um revolver calibre 38 de numeração raspada, com seis munições. Foi lavrado flagrante em seu desfavor, mas não cabe pagamento de fiança crime, já que a numeração raspada impede tal benefício. 
Na residência de Antonio Lisboa, irmão de Neto, no Sítio Vaca Morta, foram encontradas uma espingarda calibre 36 e dezesseis munições calibre 36 e 38. Ele também foi autuado em flagrante delito e teve fiança crime arbitrada pela autoridade policial e vai responder pelo delito em liberdade. 
O terceiro mandado foi cumprido na residência de Rogério, primo de neto, no sítio São Gonçalo, onde foi encontrada mais uma arma longa, uma espingarda “bate-bucha”, tendo este foragido à ação policial, que responderá em liberdade pelo delito de posse ilegal de arma de fogo.
As ações contaram, ainda, com a participação do GTE da 19ª DSPC – Sousa, para a cumprimento de mandado de busca e apreensão de um menor das iniciais E.B.D.S.J, conhecido por “júnior”, de 17 anos, exarado pela 2ª vara desta comarca de Catolé do Rocha. 
O menor e seus familiares residem no bairro Guanabara, na cidade de Sousa e por ocasião de sua apreensão, confessou participação nos assaltos aos correios das cidades de Jericó e de São Francisco, ambas neste estado.
A delegada seccional de Catolé do Rocha, Patrícia Forny, frisou que as ações foram consideradas exitosas. “a presença da polícia, dentro da legalidade e em busca de retirar de circulação armas de fogo e cumprir mandados de prisão, não deve ser vista como exceção e sim, regra. As polícias Civil e Militar são forças irmãs, que buscam a paz social. Atuando juntas, e em harmonia, mostram à sociedade sua união e força. Outras ações virão e é na continuidade que demonstraremos a consistência e permanência dos nossos esforços.”
HW COMUNICAÇÃO
FONTE: Folha do Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here