A Câmara Municipal de Sousa realizou nesta terça-feira (16) sessão especial sobre cadastramento de pessoas para os programas sociais de habitação popular e acerca de denúncias de comercialização de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida no município de Sousa.


A iniciativa desta discussão é do presidente da Câmara, o vereador Aldeone Abrantes.

O debate contou com a presença do presidente do setor de habitação da prefeitura de Sousa, Francisco Arimacélio, o líder comunitário, Jota Cândido, vereadores e alguns moradores que estavam na plateia. Para o presidente Aldeone Abrantes, é preciso iniciar uma discussão sobre política habitacional em Sousa.

De acordo com o presidente do setor de habitação da prefeitura de Sousa, Francisco Arimacélio, mais conhecido como “Neguinho Marques”, várias residências foram vendidas, algumas até mesmo estão sendo alugadas. 
Neguinho disse ainda que já recebeu ameaças durante fiscalizações nos conjuntos habitacionais.

“Está inviável fiscalizar, falta segurança. Sabemos do grau de periculosidade nesse conjunto habitacional, não posso colocar em risco a integridade física de um fiscal. Vamos encaminhar as denúncias para o Ministério Público Federal para tomar providências necessárias”, disse Neguinho.

A Caixa Econômica Federal enviou nota informando que os imóveis não podem ser alugados ou vendidos, conforme lei federal. Caso a irregularidade seja constatada, os suspeitos podem perder a casa.

HW COMUNICAÇÃO com Diário do Sertão

VEJA VÍDEO:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here