Um paraibano, natural de Taperoá, no Cariri, mas que reside na região do Sudeste está com malas prontas para retornar a sua terra natal para entrar com uma ação na Justiça contra um dos bancos mais antigos do Brasil.

O motivo da abertura do processo que o rapaz, que não teve o nome revelado, pretende mover se deve ao fato de que essa unidade bancária teria insinuado que ele era suspeito de transação ilícita, depois que a quantia de R$ 153 milhões apareceu na sua conta.

Após perceber o depósito milionário na conta do rapaz, o banco estranhou e teria alertado à Polícia Federal sobre o episódio, que ao investigar o taperoaense teria constatado que ele não tem culpa sobre o que pode já ser encarado com mal entendido.

Agora, a suspeita da PF é de que esse montante tenha partido de algum envolvido no esquema que investiga a corrupção na Petrobras e que ganhou o nome de operação Lava Jato.

HW COMUNICAÇÃO Com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here