Indecisão no PMDB, poderá ‘facilitar’ reeleição de Luciano Cartaxo (PT) em João Pessoa. 
Após uma ‘briga’ interna entre o deputado federal Manoel Júnior e o deputado estadual Gervásio Filho para saber quem será o candidato da legenda em 2016, uma possível aliança com o PSDB começa a gerar mal estar entre lideranças do PMDB.
Em recente declaração o senador José Maranhão (FOTO), disse que questões pessoais, não podem interferir na composição de alianças para 2016.
“O PMDB pode se coligar a qualquer partido registrado no país. A disputa é política não é pessoal e podemos nos coligar com qualquer partido como já aconteceu no estado”, disse o senador.
Porém, o pensamento do senador não vai de encontro com o que pensa a família paulino em relação a uma ‘aliança’ com o PSDB do senador Cássio Cunha Lima.
O deputado estadual, Raniery Paulino (PMDB-FOTO), disse, nesta terça-feira (30),
que o partido não pode abrir
mão da candidatura própria nas eleições do próximo ano em João Pessoa.
Apesar de manter domicílio eleitoral na cidade de Guarabira, no Brejo
Paraibano, Raniery externou o desejo de participar das discussões para a
formatação da chapa peemedebista na Capital. 
“Como o 2º deputado mais votado em
João Pessoa, quero participar e poder contribuir com as discussões, reforçando a
ideia de que não pudemos deixar de apresentar o nosso candidato a prefeito”,
ressaltou.
Indagado sobre os critérios que o partido deve adotar para a celebração de
alianças, Raniery lembrou que a legenda tem que alcançar o entendimento interno
para depois trabalhar a composição com as demais agremiações. 
Ele reiterou o
‘veto’ feito nessa segunda-feira (29) pelo ex-governador Roberto Paulino (PMDB)
sobre uma provável aliança com o PSDB. 
“Temos muito mais diferenças do que
semelhanças, por isso concordo com o posicionamento externado por Roberto
Paulino para que não celebremos uma aliança com os tucanos”, defendeu.
 Henio Wanderley – HW COMUNICAÇÃO com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here