O Hospital Miguel Arraes, em Paulista (PE), divulgou, nesta segunda-feira (22), boletim médico sobre o estado de saúde, da enfermeira de 31 anos, que foi vítima de seqüestro, estupro e esmagada por carro na noite do sábado (20).
De acordo com o HMA, a paciente apresentou múltiplas fraturas e lesão no baço  em consequência do atropelamento e a família aguarda um leito de UTI para removê-la a um hospital da rede privada.
A enfermeira foi abordada por criminosos quando saia de uma festa de São João em um berçário, no bairro dos Bancários, em João Pessoa. Ela estava com o filho, um bebê de nove meses e a amiga, Glória da Silva.
As vítimas foram levadas para um canavial próximo a Fábrica da Fiat, em Goiania. As mulheres foram amarradas e violentadas sexualmente.  Depois os marginais passaram com o carro por cima delas. Glória não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
O bebê também foi amarrado e deixado no canavial. Ele foi encontrado com ferimentos provocados por insetos, levados para o Hospital Belarmino Correia, em Goaina e já foi transferido para João Pessoa.
Glória vai ser sepultada em Campo Formoso, Estado da Bahia.
HW COMUNICAÇÃO com Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here