Tio e sobrinho foram presos, nesta sexta-feira (29/06), suspeitos de assassinar uma mulher em Patos. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, identificada apenas por “Valéria” foi enforcada pelo companheiro,Kelvin, após uma discussão e teve o corpo abandonado no Sítio Martins, próximo ao Bairro das Sete Casas.

Segundo informações do delegado do caso, George Wellington, a vítima tentou agredir o companheiro com um tapa no rosto em uma briga e ele a matou com um golpe conhecido por “gravata”. Ela estava desaparecida desde quarta-feira (27/06) e teve o corpo encontrado em avançado estado de decomposição.

Em depoimento, Kelvin explicou que a discussão começou na última segunda-feira (25/06) e que estava com raiva pelo calor da discussão e que somente com um golpe a mulher morreu. Depois, ele ocultou o cadáver juntamente com o seu tio Alan, enterrando o corpo em uma área afastada da zona urbana.

Kelvin é natural de Campina Grande e ao ser preso, confessou a autoria do crime como também apontou o local onde o cadáver estava. Ainda revelou que o tio foi quem sugeriu o local e ajudou no transporte do corpo.

O casal tem uma filha de 05 anos de idade. De acordo com a polícia, já se desconfiava que Valéria poderia ter sido assassinada pelo marido. O delegado informou que apesar de ter afirmado arrependimento,  Kelvin se mostrou uma pessoa fria.

A Polícia Civil de Campina Grande foi quem recebeu a denúncia do desaparecimento, pelos seus familiares.

O local onde o corpo de Valéria foi localizado é próximo a casa da mãe do acusado, no Síto Mucambo do Meio, na Zona Rutal de Patos.

Além disso, a  Polícia também investiga se houve participação da amante de Kelvin,pois  a filha de Valéria ficou com a mulher. Ela disse que não conhecia os crimes e foi liberada.

Alan foi acusado de ocultação do cadáver e Kelvin responderá por feminicídio e ocultação. O corpo da vítima foi enviado para o IML de Campina Grande.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Mais PB