Mais uma reviravolta no caso Henrique Dourado no mercado da bola. Após o Corinthians desistir oficialmente da negociação pelo centroavante do Fluminense, o jogador desabafou nesta sexta-feira (12/01) após o empate em 1 a 1 do Tricolor carioca diante do PSV (HOL) pela Florida Cup. Em tom forte, confirmou que não quer mais defender a equipe das Laranjeiras.

“Para ser bem sincero, hoje minha vontade é sair. Sabe por quê? Estou esperando algumas situações, já passei para quem deveria, devido a algumas situações que vocês vão saber. Não cabe a mim ficar apontando o dedo”, afirmou Dourado, que prosseguiu: “Espero que se resolva porque é chato ficar falando disso, complicado. O que a gente passou ano passado é complicado, não quero passar por isso de novo.”

O atacante garantiu que não deseja colocar o Flu na Justiça, mas visivelmente se vê sem clima de permanecer no Fluminense.

“Poderia tomar algumas medidas, mas não é da minha índole. Optei em ser homem e estou dando a cara. Vocês estão vendo o que aconteceu. Algumas coisas me chatearam bastante. Para as pessoas que tenho que falar, já falei. E fui bem franco. Espero que se resolva. Tenho um carinho bem grande pelo Fluminense, mas preciso colocar as coisas na balança. Vamos ver o que a diretoria resolve”, disse.

Na sequência, o técnico Abel Braga se pronunciou sobre o caso e já admite não contar mais com Henrique Dourado para a temporada de 2018. “Lido muito bem com isso. Eu também fui atleta. É normal, é do futebol. Eu, nessas situações, prefiro não contar com um jogador que não quer ficar. Se o jogador quer sair, ele tem todo o direito. Não me incomoda”, explicou Braga.

Com a iminente saída do atleta de ataque, Fluminense e Corinthians poderão até retomar as conversas para a transferência de Dourado ao Parque São Jorge para o lugar de Jô, negociado com o futebol japonês.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Torcedores.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.