Uma guerra foi declarada na cidade de Batalha, no Sertão de Alagoas, na tarde dessa quinta (09/11). Uma emboscada na porta da Câmara de Vereadores do Município, que levou à morte do vereador e presidente da Casa, Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro, provocou uma reação violenta da família da vítima.
O vereador foi morto dentro do carro, ao sair da sessão, e dois homens são apontados como suspeitos, de acordo com populares.  Eles também balearam o segurança de Neguinho Boiadeiro, o policial civil Joaquim Pirauá, 54 anos, que estava no carro.

Em reação ao crime, o filho do vereador, identificado apenas como Pretinho, teria baleado José Emílio, filho do ex-prefeito de Batalha, o José Rodrigues Dantas, conhecido como Zé Miguel. Testemunhas afirmam que um dos filhos de Neguinho teria invadido a casa de José Emílio e atirado nele.

Emílio foi socorrido pelo helicóptero do Samu e será levado ao HGE, em Maceió. Pirauá, o segurança de Neguinho Boiadeiro, foi levado para a Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Uma terceira vítima, identificada como José Elson Oliveira da Silva, 26 anos, deu entrada na Unidade de Emergência com um tiro de raspão no braço, e já recebeu alta. Não se sabe as circunstâncias em que ele foi baleado.

A família Dantas possui historicamente uma rixa com a família de Neguinho Boiadeiro. A morte de Zé Miguel, no ano de 1999, foi imputada a Laércio Boaideiro, irmão de Neguinho.
HW COMUNICAÇÃO

Fonte: TNH1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.