O Diário da Justiça Federal publicou na edição desta sexta-feira (24), sentença contra o ex-prefeito de Aroeiras (no Brejo paraibano) José Francisco Marques. 
O ex-gestor foi condenado a dois anos de prisão por desvio de recursos públicos da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), mas a pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade.

segundo o juiz Gustavo de Paiva Gadelha, da 6ª Vara Federal que determinou a sentença o prejuízo causado aos cofres públicos foi de R$ 72.587,58.

De acordo com denúncia do Ministério Público Federal, o ex-prefeito teria participado diretamente do esquema de desvio das verbas destinadas ao município, retirando dinheiro do Convênio nº 063/2003 para favorecer os contratantes da Vectra Construções Ltda, José Marcos Silva Rodrigues e Ubiraci Bernardino Gomes. O empresário também foram condenados.

O contrato com a Funasa teve vigência de 2003 a 2007 e destinou o montante de R$ 143.607,28 ao município para a implementação do sistema de água de Aroeiras. 

De acordo com a ação, o José Francisco Marques teria liberado todo o recurso para a empresa contratada, mas após dois anos de contrato, apenas seis poços artesianos foram construídos.

Segundo o juiz, “restou comprovado que José Francisco Marques, mediante consciência e vontade, liberou os recursos públicos destinados à consecução do convênio nº 063/2003, em favor da empresa Vectra Construções Ltda., mesmo sabendo que as obras não comportavam execução idônea quanto a suas etapas, possibilitando, pois, o desvio do montante repassado”. 

HW COMUNICAÇÃO Com Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.