Policiais civis da cidade Tuparetama estiveram nesta terça-feira (11/09), na cidade de Pombal, no Sertão da Paraíba, a procura do ex-esposo da policial militar Aline Ribeiro de Araújo de 31 anos, encontrada morta com duas perfurações no tórax ocasionadas por disparos de arma de fogo (REVEJA), para prestar esclarecimentos.

Franciélio Lima “Branco”, ex-esposo de Aline, passou a ser o principal suspeito do crime.

Segundo familiares, quando juntos e até mesmo após a separação suspeito e vítima, viviam em constates atritos, inclusive com históricos de agressões.

O ex-companheiro, não aceitava o fim do relacionamento.

Branco foi ouvido na cidade pernambucana de Tuparetama, nesta terça-feira (11/09), pelo delegado Alisson Nunes responsável pela investigação do crime.

Branco que esteve acompanhado de seu advogado Evandro Queiroga, negou participação no crime, sendo liberado logo depois pelo delegado que entendeu que até o momento não há elementos que possam incriminá-lo.

Branco, poderá ser chamado novamente para prestar novos depoimentos, caso seja necessário.

Aline foi encontrada morta, por uma mulher que era responsável pelos cuidados de sua filha, uma criança de três anos. A mulher teria ido a residência a pedido da mãe de Aline que estranhou a falta de contato da filha.

A arma de Aline e o celular não foram encontrados até o momento.

Aline havia ingressado na Polícia Militar do Pernambuco há quase três anos.

As motivações do crime ainda são desconhecidas, a Polícia Civil do Pernambuco continua investigando o caso.

O velório de Aline acontece na residência de seus pais, na Rua Argemiro Liberato, no Bairro Nova Vida e seu sepultamento está previsto para às 16 horas no cemitério Nossa Senhora do Carmo.

HW COMUNICAÇÃO

Fotos: WhatsApp