Conhecida por ter apresentado diversos programas jornalísticos na Globo ao longo das décadas de 1980 e 1990, entre eles o Jornal Nacional e o Fantástico, a ex-apresentadora e jornalista Valéria Monteiro publicou um vídeo em que garante que é pré-candidata à presidência do Brasil em 2018.

O vídeo foi postado em seu canal no YouTube, que contava com apenas 1,6 mil visualizações totais até então, e traz a apresentadora à frente de uma bandeira do Brasil, em tom sério, afirmando que dará sua “cara a tapa” para uma campanha com “temas importantes” e um “debate honesto”, sem, porém, dar mais detalhes sobre quais seriam estes.   

“Por enquanto não farei proposições de campanha, pois ainda não estamos em campanha e isto poderia até incorrer em multas e penalidades”, explicou posteriormente em seu Facebook, mostrando-se contente com a repercussão do vídeo.

“Se você, como eu, se sente abandonado por aqueles que deveriam nos proteger e representar, vem fazer ativismo político comigo. Sou pré-candidata à presidência. É, da República. É sério.”, afirma.

Valéria ressalta que ainda não tem partido, e que isso será justamente seu “primeiro grande desafio”: “conseguir um partido corajoso suficiente para nos oferecer uma plataforma independente, já que a lei não permite candidaturas independentes e nem criação de novos partidos”.

Valeria Monteiro anunciou que pretende se candidatar à Presidência da República nas eleições de 2018. Distante da televisão desde que apresentou um especial no canal Viva, a jornalista foi a primeira mulher a apresentar o Jornal Nacional, no ano de 1992. As informações são do Uol. Em um primeiro momento, ela tem a ideia de fazer uma campanha independente como ativista política. A jornalista diz que está em conversa com alguns partidos, mas que ainda é cedo para escolher uma legenda – o prazo para filiação de candidatos ao Planalto é até abril. Um dos principais temas alvo de sua preocupação é a corrupção sistêmica somada e o desinteresse dos políticos “por aqueles que deveriam representar”. Para ela, a descrença que se tem pela classe política é a sentença ao empobrecimento enquanto nação. Sobre a falta de experiência, ela diz que espera que a sua independência possa ganhar força perante os eleitores. “Sou inexperiente, mas aprendo rápido”. A ex-apresentadora também é crítica ao atual presidente Michel Temer, que pode não ter dado um golpe, mas governa sem legitimidade. Aos 50 anos, Valeria Monteiro, além do Jornal Nacional, apresentou o Fantástico, Jornal Hoje e o RJTV. Nos Estados Unidos, onde foi morar após deixar a emissora carioca, trabalhou na WNBC, da NBC em Nova York, e pelo canal Bloomberg. Ela voltou ao Brasil em 2002 e tem uma produtora em Campinas.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: O Povo Online e Isto é

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.