O vereador Ailton Melo (PMDB), denunciou na tribuna da Câmara Municipal de Pombal no Sertão da Paraíba, na tarde desta segunda-feira (28/08), que a empresa CONSBRASIL, responsável pela segunda etapa da obra do esgotamento sanitário da cidade, fez uma cobrança judicial no valor de R$ 325.077,46 referentes aos trabalhos executados na obra do esgotamento sanitário de Pombal.

Nas duas etapas do esgotamento sanitário de Pombal foram gastos R$ 16 milhões, no entanto, a obra não funciona, além de ter acabado com pavimento da cidade, diariamente os moradores são ‘obrigados’ a conviver com os buracos nas ruas da cidade, ocasionando prejuízos e transtornos à população.


Durante sua fala, o parlamentar falou ainda do cemitério construido no Bairro dos Pereiros, na Rua Jairo Vieira Feitosa, na Gestão do Prefeito Abmael de Sousa Lacerda “Dr. Verissinho”, no início dos anos de 2000, durante sua segunda passagem pela Prefeitura da cidade, onde a alegação para a não conclusão da obra, pela ex-gestora, era de que o local era improprio para a finalidade.
Há alguns anos a cidade vem necessitando de um espaço para essa finalidade, devido a super lotação dos dois cemitérios existentes o de São Francisco e de Nossa Senhora do Carmo.

Abaixo confira trechos da fala do vereador Ailton Melo em relação à cobrança judicial da CONSBRASIL e ao cemitério.

Henio Wanderley – HW COMUNICAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.