Devido à dificuldade de água ao longo do Rio Piranhas, sobretudo no trecho do município de Pombal, no Sertão, o agricultor familiar Antônio Lacerda, do sítio Areial, com a orientação dos extensionistas da Emater PB, Ednaldo Batista Neto e Alberto Salgado Bandeira, construiu um silo de superfície para armazenar alimento destinado aos seus animais durante a estiagem.

O trabalho conta com o apoio do coordenador regional Leonar de Souza, que acompanha todo o processo de elaboração.

A convivência com a estiagem no semiárido tem levado os agricultores familiares a recorrerem a diferentes maneiras de armazenamento de ração.

A Gestão Unificada Emater/Emepa/Interpa, por orientação do Governo do Estado, está levando a prática de ensilagem para todas as regiões.

Durante a implantação destes silos, os técnicos aproveitam para fazer demonstração para outros agricultores, de modo que estes possam também levar a tecnologia para suas propriedades.

As tecnologias apresentadas servem como alternativa de suporte à base alimentar e nutricional dos rebanhos bovinos, caprinos e ovinos, garantindo a produção e diminuindo os custos de produção do leite e da carne. Com isso promove o desenvolvimento socioeconômico do semiárido paraibano.

A produção de silagens de alta qualidade depende de um armazenamento das forragens e outros produtos ou subprodutos agrícolas destinados à alimentação animal.

Importante nessa fase do processo, denominada de ensilagem, ou enchimento dos silos, o tamanho das partículas, a umidade ou matéria seca do material com a vedação para melhor armazenamento.

HW COMUNICAÇÃO com SECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.