Passados
aproximadamente sete anos da criação do Loteamento Riacho do Bode, no bairro Jardim Rogério em Pombal, nada foi feito
para melhorar as condições de infraestrutura das ruas do loteamento.

Embora
as reclamações sejam constantes, as autoridades nada fazem para solucionar os
problemas.

No
período chuvoso a preocupação dos moradores é ainda maior, além de não existir
infraestrutura adequada para o escoamento das águas, o lamaçal e o risco de
doenças como a leptospirose, são fatores que preocupam os moradores, que ainda ficam
sujeitos a terem suas moradias invadidas pelas águas das chuvas.

Embora
o ano de 2015, não tenha sido um ano de chuvas intensas em Pombal, moradores do
Riacho do Bode, tiveram suas casas invadidas pelas águas.

O
tema foi amplamente debatido na Câmara de vereadores, que indagaram como o
loteamento foi autorizado pela prefeitura local, sem que nenhum serviço de
infraestrutura fosse feito na área.

Segundo
o Código de Urbanismo do município de Pombal, não é permitido o loteamento de
terrenos baixos, alagados e sujeitos a inundações, antes que o proprietário
faça os serviços de saneamento e escoamento das águas pluviais, bem como das
vias de acesso.

Passados
dois meses dos embates na Câmara de vereadores, nossa reportagem constatou que nada
foi feito para solucionar os problemas de drenagem das águas pluviais.

Na
madrugada desta quinta-feira (21), choveu em Pombal, 49,8 milímetros e por
pouco os moradores não ficaram ‘ilhados’, ou tiveram suas casas invadidas pelas
águas.

Muitos
ficaram preocupados, temendo que a forte chuva  invadisse as residências
como ocorreu no dia 23 de março.

Quando
moradores da Rua Monsenhor Valeriano, tiveram suas residências invadidas pelas
águas das chuvas, na ocasião o Corpo de Bombeiros local, foi acionado para
socorrer as famílias que tiveram suas casas inundadas pelas águas.

Para os vereadores o descaso e o desrespeito ao código de urbanismo acontece devido a falta de fiscalização da prefeitura. 

Confira abaixo entrevistas com os vereadores José William e Josevaldo Feitosa que falam da falta de fiscalização por parte da prefeitura de Pombal.

RELEMBRE:

Chuvas alagam ruas, invadem casas e causam
transtornos a moradores em Pombal; Corpo de Bombeiros é acionado para socorrer
as famílias

As fortes chuvas registradas na tarde e início de
noite desta segunda-feira (23), alagaram diversas ruas, além de invadirem
algumas residências ocasionando prejuízos aos moradores na cidade de Pombal.

Moradores dos bairros Vida Nova e Jardim Rogério
[Loteamento Riacho do Bode], tiveram suas casas invadidas pelas águas das
chuvas, sendo necessário a intervenção do Corpo de Bombeiros local, para ajudar
no resgate as famílias das casas atingidas.

Conforme apurou a reportagem, o Corpo de
Bombeiros foi acionado primeiramente para atender uma ocorrência no bairro Vida
Nova, onde uma residência foi invadida pelas águas da chuva.

Ainda quando estavam atendendo a ocorrência do
Vida Nova, a equipe comandada pelo tenente Everson foi mais uma vez acionada.

Desta vez a ocorrência foi na Rua Monsenhor
Valeriano no bairro Jardim Rogério no loteamento Riacho do Bode.

Segundo o tenente Everson, duas casas foram
invadidas pelas águas e diversos objetos foram destruídos ou danificados pelas
águas.

Henio Wanderley – HW COMUNICAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here