Passados apenas treze dias do último assassinato
registrado na cidade de Coremas quando o professor e subsecretário de Educação
do município Luziano Lucena, de
32 anos, foi assassinado a tiros quando deixava a escola onde dava aulas, mais
dois crime contra a vida foi registrado na cidade na noite deste domingo (17).
No início da noite o ex-presidiário Francisco Alves
dos Santos “Nego Querubim” 46 anos, foi baleado na calçada de sua residência, a
vítima ainda foi socorrida por uma equipe do SAMU, mas veio a óbito pouco tempo
após dar entrada no hospital do município.
Há aproximadamente 500 metros do local do primeiro
crime, uma mulher identificada por Daniele de Andrade Pereira, 23 anos, também
foi alvejada com disparos de arma de fogo, chegando ainda a ser socorrida por
populares, vindo a óbito no hospital local.
Segundo informações o duplo assassinato teria sido
praticado por dois homens não identificados que estavam em uma moto.
A polícia não soube informar se existia alguma
ligação entre as vítimas, acreditasse que a jovem possa ter sido morta por
engano e que o alvo dos criminosos seria a companheira de Nego Querubim, que
estava no mesmo local onde Daniele foi baleada.
Os corpos das vítimas foi removido por uma equipe
do Instituto de Polícia Cientifica (IPC) da cidade de Patos e após passar por
exames cadavéricos deverá ser entregue aos familiares para sepultamento.
A população de Coremas está amedrontada com o
número de homicídios registrados neste ano de 2015, que já somam cinco
assassinados.
No dia 14 de fevereiro, Ednaldo
Pereira Joaquim, 24 anos, foi assassinado com golpes de faca e depois queimado,
nas proximidades do açude de Coremas.
Já no dia
01 de março, o ex-presidiário Flávio Chagas, “Kiko”, de 25 anos, foi morto a
tiros e com pedradas na cabeça, o corpo foi encontrado numa área de laser
denominada Rio Turbina.
E no dia 04 de maio, o professor  Luziano Lucena de 32 anos foi morto quando
saia da escola onde trabalhava.
Henio Wanderley – HD COMUNICAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.