O diretor da cadeia pública da cidade de Itaporanga, José Gilberto Ferreira, 51 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (23), pela Polícia Civil em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo juiz da 2ª Vara da Comarca local, Carlos Gustavo Guimarães. 
Ele é suspeito de cobrar propina para transferir presos.

Segundo o delegado seccional de Itaporanga, Joas Marques, o diretor estava sendo investigado há três meses depois que familiares de presos o denunciaram pelas irregularidades.

“Começamos a investigar de forma sigilosa e ouvimos diversas pessoas. As investigações foram presididas pelo delegado Cristiano Santana. Entre as irregularidades cometidas pelo diretor da cadeia, está à cobrança de propina aos parentes dos apenados e uso em beneficio próprio de material e equipamentos da cadeia”, revelou o delegado.

Marques explicou como funcionava a propina: “quando o juiz determinada a transferência de detentos para outras unidades prisionais, o diretor – às vezes cobrava e outras não – para realizar o procedimento. Isso caracteriza corrupção passiva”, disse.

José Gilberto foi preso quando deixava um estabelecimento comercial. Ele foi levado para sede da Polícia Civil de Itaporanga de onde será transferido para a sede do 4º Batalhão da cidade de Patos.

O major Sérgio Fonseca, gerente executivo do Sistema Penitenciário da Paraíba, adiantou que uma sindicância interna será aberta para apurar a conduta do diretor. Ele avisou que José Gilberto será afastado do cargo e poderá ser exonerado a ‘bem do serviço público’. 

“A Secretaria de Administração Penitenciária não vai poupar na punição. Não admitimos esse tipo de conduta no sistema. Um outro agente deverá ser nomeado para assumir a administração da cadeia”, falou.

HW COMUNICAÇÃO com Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.