O odontólogo Marcus Vinicius Andrade Melo, da algumas dicas de saúde bucal, que podem ajudar a melhorar a sua vida.

Cuidar da saúde do seu sorriso envolve muitos outros fatores que talvez você nunca tenha parado para pensar.

A saúde bucal em dia, torna as pessoas muito mais felizes, otimistas e de bem com a vida.

Veja também:

Dentes definitivos: cuidados hoje!

Aparelho dentários ilegais colocam a saúde em risco

Dentista e escova: uma dupla que funciona

Cárie é preciso prevenir!

Bebê que já nasce com dente, o que fazer?

O stress descontado nos dentes

Truques para afastar o mau hálito

Higiene bucal

Escova dental, atenção na escolha!

Tomada de consciência da sociedade está fazendo com que cada dia mais pessoas procurem motivos para melhorar sua qualidade de vida.

Exercícios físicos e alimentação estão no topo da lista, e, com certeza, essas ações são as primeiras para quem quer prolongar seus anos dourados. Hoje, o conceito de um equilíbrio saudável é sinônimo de vida longa, mas, com um grande diferencial — a “qualidade” dessa vida é que mais importa, e não só por quanto tempo estaremos vivos. No entanto, mais uma preocupação deve fazer parte dessa busca — a saúde bucal como complemento da saúde do corpo e da mente, diz a psicóloga Carolina Faust.

Segundo a especialista, a perda dos dentes pode desencadear uma série de reações nas pessoas, como prejudicar a alimentação, causar insegurança nas relações sociais e até a perda da autoestima. A ausência de um único dente é capaz de provocar sérios danos à boca e ao restante do organismo. E, se for um dente frontal, a situação ainda é mais dolorosa.

Quase 27% das crianças de 18 a 36 meses apresentaram pelo menos um dente decíduo com cárie, e a proporção chegou a quase 60% na faixa de 5 anos. Na dentição permanente, quase 70% das crianças de 12 anos e cerca de 90% dos adolescentes (15 a 19 anos) apresentaram ao menos um dente com experiência de cárie. Entre as conclusões, a análise apontou que o declínio da cárie dentária na população infantil vem ocorrendo de forma desigual na população brasileira.

Para a artista plástica Eurídice Pinto, o problema não era somente a estética, mesmo sendo importante para sua apresentação no trabalho, mas sim sua própria inclusão social, pois não podia comer certos alimentos como uma simples maçã. Ir a um churrasco era um problema. “Para mim era terrível ver as pessoas aproveitando o almoço e eu, além de não poder me sentir à vontade para conversar e sorrir, também não podia comer. Por isso deixei de ir a festas e virei uma excluída social. Agora me sinto outra pessoa”, afirma.

Estudos revelam que a qualidade de vida das pessoas, na terceira idade, reflete na melhora da mastigação, que influencia diretamente na digestão, além de diminuir a reabsorção do osso, processo que ocorre naturalmente e em maior velocidade no uso de dentaduras, pontes móveis e pontes fixas.

A psicóloga afirma que a felicidade de uma pessoa depende do seu grau de autoestima e isso interfere diretamente em suas relações psicoafetivas. “Em relação à saúde bucal, essa autoestima pode ser afetada pela perda de um dente, esteticamente, mas com mais intensidade pelo seu bem-estar e reintegração social”, diz Carolina.

Dr. Marcus Vinicius atende em Pombal e em Paulista.

Em Pombal o consultório odontológico do Dr. Marcus Vinicius funciona à Rua João Pessoa nº 56 1º andar, centro (83) 3431 – 1165 ou 9 9687 – 8181.

Em Paulista, o consultório do Dr. Marcus Vinicius funciona na Clínica Médica Espaço Saúde, localizada à Rua Joaquim Felix de Medeiros nº 135, centro (83) 9 9990 – 1593.

HW COMUNICAÇÃO
com Conselho Federal de Odontologia (CFO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.