A situação dos açudes Epitácio Pessoa, Coremas e Mãe D’Água será discutida durante reunião entre o governo do Estado e diretores da Agência Nacional das Águas (ANA). 
Os reservatórios estão com 17,5%, 17,3% e 20,4% da capacidade máxima, respectivamente. O encontro acontecerá nesta terça-feira, às 15h, na sede da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), em João Pessoa.

Localizado na cidade de Boqueirão, o Epitácio Pessoa abastece Campina Grande e outros 20 municípios. Tem capacidade para 411 milhões de metros cúbicos e está com 72 milhões. 

“A situação é preocupante. Precisamos economizar o máximo possível até a chegada do próximo inverno nas regiões do Sertão, Cariri e Agreste”, alertou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

O reservatório de Coremas fica na cidade de mesmo nome e comporta 591 milhões de metros cúbicos. Atualmente está com pouco mais de 102 milhões. Enquanto que Mãe D’Água pode abrigar 568 milhões e possui 116 milhões. 

“Desde o dia primeiro deste mês está proibida a retirada da água do rio Piranhas-Açu, que abastece estes açudes, para irrigação. Estamos realizando fiscalizações diárias para garantir que a água seja usada apenas no abastecimento humano e animal”, acrescentou João Fernandes. 
As inspeções contam com apoio aéreo e são feitas em parceria com a ANA e o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn).

As barragens Coremas e Mãe d’Água abastecem aproximadamente 500 mil habitantes. Destes, 90 mil são norte-rio-grandenses. Os níveis são acompanhados diariamente pelo governo do Estado.

Quatro estão sangrando, 44 têm capacidade superior a 20% do volume total, 36 estão com menos de 20% e 40 em situação crítica, ou seja, com menos de 5%. Juntos, os 124 reservatórios comportam 3 bilhões e 700 mil metros cúbicos e atualmente possuem 742 milhões metros cúbicos.

HW COMUNICAÇÃO Com Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.