A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Catolé do Rocha confirmou, na tarde desta segunda-feira (15/01), que um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) trará os corpos dos onze paraibanos mortos em Minas Gerais, após um acidente com o ônibus que eles estavam, entre os municípios de Montes Claros e Grão Mogol, no norte mineiro. Os corpos devem chegar ainda nesta segunda.

Conforme a assessoria, o avião irá pousar em um município próximo a Catolé do Rocha e os corpos seguirão para as cidades de moradia de cada vítima.

O velório das vítimas será feito de maneira individual, com cada família velando o seu parente. Depois, uma missa coletiva será promovida na Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé, nesta terça (16/01).

O acidente
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Minas Gerais, duas carretas, duas vans, um micro-ônibus e um caminhão que transportava outro veículo se chocaram na altura do quilômetro 413,2 da BR-251 entre os municípios de Montes Claros e Grão Mogol, no norte do estado.

Uma das vans pertencia a um empresário da cidade de Catolé do Rocha. Além dele, que dirigia o veículo, pelo menos quatro outras pessoas da cidade também estavam na van. Dentre elas, uma mulher e os dois filhos. Por causa da tragédia envolvendo os paraibanos, a Prefeitura de Catolé do Rocha decretou luto oficial de três dias.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros informou o número de sete óbitos, mas outras seis vítimas foram retiradas das ferragens. A batida deixou ainda 39 pessoas feridas, sendo que pelo menos 11 estão em estado grave e uma em estado gravíssimo. Os feridos foram levados para a Santa Casa e o Hospital Universitário de Montes Claros.

No início da tarde, a PRF liberou parcialmente o trânsito da pista no sentido de Montes Claros para Salinas. Segundo informações preliminares dos agentes policiais, o acidente foi provocado por um veículo que seguia de Salinas em direção a Montes Claros e invadiu a pista contrária colidindo na lateral de outro veículo. Os carros que vinham em seguida não conseguiram parar e houve uma sucessão de colisões, tombamento de um carro e incêndio de um dos caminhões.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here