A Copa do Brasil já tem seus finalistas definidos: Corinthians e Cruzeiro. Nas partidas de volta das semifinais, ambas realizadas nesta quarta (25/09), o Corinthians bateu o Flamengo por 2 a 1 e o Cruzeiro empatou com o Palmeiras por 1 a 1, com os dois clubes da casa passando por 2 a 1 na soma dos confrontos.

Corinthians bate Flamengo e avança

Jogando em Itaquera, o Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1 e garantiu sua vaga na final da Copa do Brasil após o empate de 0 a 0 na primeira partida. Danilo Avelar e Pedrinho marcaram para os paulistas, enquanto o gol contra de Henrique foi o tento do Rubro-Negro.

Logo no início, a partida de volta já se desenhou bem melhor que o jogo de ida, com os dois times bem ligados. Os donos da casa abriram o placar aos 14 minutos, quando Jadson achou belo passe para Danilo Avelar, que bateu mascado e conseguiu vencer o goleiro Diego Alves. O empate veio quatro minutos depois. Willian Arão lançou Pará, que entrou na área e cruzou. Na tentativa de afastar, o zagueiro Henrique colocou a bola para o gol.

Na etapa final, nenhum dos times se lançou ao ataque e ninguém teve chance clara de gol. Mas aos 24 minutos, Pedrinho recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu rasteiro para colocar o Timão a frente do placar. O Flamengo tentou bastante, mas a única boa chance veio quando Pará bateu de primeira após cruzamento e parou na trave já nos acréscimos.

Cruzeiro segura empate e avança

Após vencer fora de casa, o Cruzeiro empatou com o Palmeiras por 1 a 1 no Mineirão e avançou à final da Copa do Brasil para defender seu título. O argentino Hernán Barcos abriu o placar para o time da casa e Felipe Melo fez o gol do Alviverde.

Nenhum dos times tomou muito a iniciativa no primeiro tempo, com o Cruzeiro não tendo nenhum problema para segurar qualquer tipo de investida dos visitantes. E o gol celeste veio justamente em falhas da defesa do Palmeiras. Diego Barbosa perdeu disputa no ataque, Antônio Carlos tentou deixar Barcos impedido e Weverton saiu mal do gol. O argentino driblou o goleiro e botou para o gol.

O Palmeira voltou para o segundo tempo com mudanças e logo aos quatro minutos veio o empate. Dudu cobrou escanteio, Felipe Melo subiu mais que Dedé e cabeceou para o gol. Mas depois disso, os paulistas não levaram tanto perigo e o Cruzeiro até chegou bem após a entrada de Sassá, que deu muito trabalho aos zagueiros do Palmeiras.

O fim do jogo foi marcado por uma briga em que três jogadores foram expulsos: o cruzeirense Sassá e os palmeirenses (e ex-jogadores do Cruzeiro) Diogo Barbosa e Mayke.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Yahoo Esportes