O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) concedeu entrevista coletiva no início da tarde desta quinta-feira (01/03) para reafirmar o que anunciou por meio de uma carta divulgada à imprensa, de que permanece na Prefeitura Municipal de João Pessoa e abre mão da candidatura ao Governo do Estado, pela responsabilidade e o compromisso que tem para com a Capital paraibana. Cartaxo queixou-se da falta de unidade entre os partidos da oposição.

“Eu nunca impus o meu nome para ser assimilado pela oposição, eu queria estabelecer os critérios e uma data, porque tudo na vida tem prazo, e os partidos entenderam que era melhor continuar levando essa discussão , em uma avaliação profunda, passamos janeiro, passamos fevereiro, já entramos hoje no mês de março, também não houve a unidade dos partidos no sentido de que cada um tinha o direito legítimo de apresentar um candidato, mas na hora da definição a gente deveria ter uma única candidatura. Infelizmente nada disso aconteceu e eu preferi seguir o trabalho em favor da cidade de João Pessoa”, disse Cartaxo.

“Deixo os partidos à vontade para que possam escolher os seus legítimos representantes do processo eleitoral de 2018”, disse, lembrando que ele tinha procurado estabelecer um diálogo com os partidos pois tinha a compreensão de que o mês de janeiro era muito importante para uma tomada de decisão definitiva, em função do curto período para a campanha eleitoral, bem como destacava a necessidade de unidade das oposições.

Questionado sobre quem ele irá apoiar como candidato ao Governo do Estado, Luciano Cartaxo disse que essa é uma decisão posterior. “Vamos agora deixar os partidos aí pensarem, apresentar nomes, eu não sei quem são os candidatos”, explicou, afirmando que vai fazer o bom debate após a apresentação dos nomes.

Cartaxo concedeu entrevista ao lado do irmão, Lucélio Cartaxo, vereadores da base e o secretariado municipal. Cartaxo afirmou que vai concluir o mandato até o dia 31 de dezembro de 2020, e conclamou: “coragem, trabalho e resultado!”.

“Nosso desejo, a nossa vontade é continuar trabalhando pela cidade de João Pessoa, sem abrir mão do bom debate, do diálogo sobre os rumos, sobre o futuro do estado da Paraíba. Sempre que convidado vou ter a oportunidade de continuar trocando experiências, discutindo com gestores, com os prefeitos, no sentido de que a gente possa cada vez mais enriquecer o nosso modelo de gestão e apresentar cada vez mais resultados satisfatórios”, disse Cartaxo, assegurando que sua decisão é definitiva porque não tem apego ao poder pelo poder. 

Confira a carta na íntegra:

Mensagem ao povo paraibano

João Pessoa, 1º de Março de 2018

A minha vida é pautada por princípios, valores que a vida pública consolidou ainda mais, em todas as oportunidades que a população de João Pessoa e da Paraíba, generosamente, decidiu me conceder. Sou um homem de palavra e um gestor de compromisso. Exerço a política preservando todas as boas práticas nas quais acredito e que regem a minha vida pessoal. Sei que isso diverge do senso comum, num ambiente marcado, infelizmente, por vaidades e interesses individuais. Mas, para mim, não é só uma questão de coerência, é de crença. Não optei por essa trajetória, na qual coloco meu tempo e minha força de trabalho à disposição da população, para fazer o fácil, o conveniente, ou mais do mesmo. Estou, desde sempre, na estrada do que considero certo, justo, ético, mesmo que percorrê-la seja um desafio mais longo e exigente. Fazer parte de um projeto que realiza sonhos coletivos é o que me mobiliza. A coragem e a fé me levam à frente. E estou aqui, hoje, para anunciar mais um passo adiante. Não me furto às decisões, prefiro fazer acontecer a esperar para ver, porque daí nascem as ações realmente transformadoras. E esta é a minha missão.

Assim, depois de uma cuidadosa reflexão, discussões internas, escuta de muitos companheiros de luta, aí incluída a minha família, diálogo com moradores de João Pessoa, e sinceramente honrado pelas manifestações calorosas do povo paraibano, de todas as regiões, que coloca o meu nome em posição de destaque, quando projeta o futuro do nosso estado, venho comunicar uma decisão – serena e amadurecida – que norteará os próximos anos da minha vida pública. Conforme me comprometi com a população de João Pessoa, cumprirei na íntegra o meu mandato de prefeito reeleito, reafirmando o compromisso pactuado com este projeto vitorioso, que vem transformando a vida na nossa capital. Como gestor público, tenho uma missão a concluir.

Sempre defendi que a boa política não pode ser construída pelas circunstâncias, porque isso pode levar a análises distorcidas. Em tempos marcados pelo excesso de individualismo e a falta de bons propósitos, avançarei me distanciando, como sempre, da política antiga – e vencida – que busca colocar os interesses pessoais acima das causas coletivas. A mesquinhez do carreirismo não tem lugar ao meu lado, nem será capaz de fazer curvar minha cabeça erguida, ou ameaçar a minha paz de consciência. Devo isso aos meus pais, como legado. Ofereço isso aos cidadãos e cidadãs da minha terra, onde nasci e escrevo uma História, ao lado da minha mulher e filhos, ao lado da minha gente. Sou do trabalho com resultado, que se alimenta do sonho. Acredito em um mundo melhor e a ele me dedico com as mãos e o coração.

Diante do tamanho da missão que me foi confiada, esta é uma decisão que exige coragem e, acima de tudo, responsabilidade. Vamos seguir dialogando com os municípios, compartilhando experiências, fazendo desse novo jeito de administrar uma referência para o estado, o Brasil e outras cidades do mundo. É desta maneira que seguirei onde estou, avançando. No tempo devido, da forma correta. Se a população do meu estado me avalia como um gestor competente, que cumpre compromissos, por isso amplamente aprovado, apto a disputar o governo, em primeiro lugar nas pesquisas de opinião, então, efetivamente, venho atendendo às expectativas do meu povo. Se este quadro é decorrente, hoje, do projeto que desenvolvemos na nossa capital, neste momento histórico de mudanças, eu não posso simplesmente desconsiderar esta realidade. Implementamos um programa que planeja a João Pessoa dos próximos 30 anos, a encaminhar irreversivelmente, já com resultados que se somarão a tantos que conquistamos, até aqui.

Tenho 53 anos, muitos planos e bastante experiência, à disposição do meu estado. Equipe, grupo político, população de João Pessoa e todo o povo da Paraíba contam e contarão comigo, sempre -, no que eu puder fazer de melhor. Mas, reafirmo, decisões de tal importância não devem ser inspiradas em circunstâncias, nem motivadas por elementos desconectados de um projeto maior. Não compactuo com esta opção. Foi por isso que sempre explicitei meu entendimento, alertei para a necessidade de traçarmos metas, respeitando prazos, que permitissem a evolução do debate e estruturação de um caminho. Agora o tempo é outro. Nestes últimos meses, foram inúmeras as especulações, insinuações, danosas ao debate maduro da boa política. Eu não faço política por conveniência. Portanto, procuro transcender o imediatismo. Não esperem de mim a ambição eleitoral, meu lema é o dos compromissos assumidos.

A vida pública exige dos gestores a entrega em todas as missões e desafios. Como vereador, deputado estadual, vice-governador e prefeito reeleito de João Pessoa, abri caminhos com a força do que acredito, renovando a confiança depositada em mim. A honra imensa de ser reconhecido pela população como gestor e político capaz de liderar o projeto da Paraíba que queremos é fruto do melhor resultado possível na vida pública: credibilidade e confiança. Não é o único requisito para um projeto avançar. É, certamente, o mais importante. No momento, avançarei em João Pessoa. Sei que esta relação de confiança com a população só vai se aprofundar, evoluir, crescer. E o momento certo para novos passos certamente virá. Porque aqui temos fé, coragem, trabalho, resultado e coração.
   
Luciano Cartaxo Pires de Sá.

HW COMUNICAÇÃO

com Click PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here