Devido à greve dos caminhoneiros que repercutiu em interdições de estradas e grave desabastecimento de diversos produtos, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento autorizou a SEDAP, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, por meio da Gerência Executiva de Defesa Agropecuária – GEDA, a prorrogação do período de vacinação dos rebanhos bovinos e bubalinos (búfalos). O prazo que até então terminaria nesta quinta-feira (31/05) foi prorrogado para 15 de junho.

O novo período permite que os produtores rurais da Paraíba cadastrados possam adquirir nas lojas agropecuárias a vacina, imunizar e declarar seu rebanho até o prazo limite de 25 de junho. A campanha contra a Febre Aftosa começou desde o início de maio. O objetivo é fazer com que todos os animais sejam imunizados até o fim da campanha.

Os rebanhos devem ser declarados em qualquer ULSAV – Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal ou EAC – Escritório de Atendimento à Comunidade dos municípios. A vacinação e também a declaração dos rebanhos é uma exigência dos órgãos governamentais da área e quem não o fizer poderá receber multas, além de não poder emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), que permite a movimentação dos animais.

Caso os rebanhos não sejam vacinados, os produtores também podem ficar impedidos de acessar as linhas de crédito rurais e outros benefícios de órgãos estaduais e federais.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Blog do Magal Melo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.