A Seleção Brasileira conseguiu se recuperar rapidamente da derrota para a Colômbia. Sem Neymar, suspenso por quatro jogos após agredir um colombiano ao fim da péssima partida nacional na última quarta-feira, os comandados de Dunga conseguiram envolver a Venezuela e venceram por 2 a 1, com sustos apenas após alterações estranhas do treinador nacional. 
O triunfo garantiu a primeira colocação do Grupo C e o avanço para as quartas de final da Copa América 2015, fase na qual reencontrará o Paraguai. Veja todos os detalhes do jogo aqui.

Talvez a ausência de Neymar tenha rendido um lado positivo para a Seleção: com Robinho e Philippe Coutinho titulares, a equipe apresentou um futebol mais coletivo e menos dependente da maior estrela do elenco. 
As constantes trocas de passes e inversões de bola deram ao Brasil controle vital da posse de bola contra a fraca Venezuela, que só pressionou quando Dunga chamou os adversários para cima.

Tudo o que a Seleção precisava neste domingo era de um pouco de tranquilidade. E foi exatamente isso que Thiago Silva deu ao Brasil com um gol logo aos 8min do primeiro tempo, em belo chute de primeira após cobrança de escanteio. 
A abertura do placar tão cedo espantou o nervosismo dos brasileiros, que tiveram calma para trocar bola dos dois lados do campo e envolver a marcação adversária, sem levar sustos atrás.

O controle nacional ao mesmo tempo levava sono e certa previsibilidade à partida, com poucas emoções. A naturalidade com que a Seleção envolvia os venezuelanos rendeu o segundo gol, desta vez no início do segundo tempo, com Firmino após jogada coletiva que terminou em bom passe de Willian. 
O Brasil viu o rendimento cair bastante após alterações malucas e defensivas de Dunga, e ainda levou um gol dos rivais.

O time verde e amarelo garante a primeira colocação do Grupo C com seis pontos. Agora, encarará o Paraguai nas quartas de final, no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília). Ou seja: Dunga terá uma semana para corrigir os erros e preparar a Seleção. Vale lembra que, há quatro anos, a equipe então comandada por Mano Menezes caiu para os paraguaios nos pênaltis na mesma quartas de final.

O zagueiro brasileiro Thiago Silva desabafou após abrir o placar no início do confronto contra a Venezuela. Na comemoração, o defensor do PSG saiu correndo em direção ao banco de reservas e disparando palavrões ao ar: “vai tomar no c…, p…” – pouco depois, apontou em homenagem a Neymar nas tribunas. 
O desabafo do zagueiro que ficou marcado pelo choro antes da disputa de pênaltis com o Chile enquanto capitão nas oitavas da Copa de 2014 não teve um alvo definido. 
HW COMUNICAÇÃO com Portal Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.