Suspenso desde novembro do ano passado, Paolo Guerrero já tem data para sua audiência na Corte Arbitral do Esporte (CAS) – última instância. No dia 3 de maio, ele fará sua defesa no tribunal com sede na cidade de Lausanne, na Suíça.

– Continuamos muito confiantes na absolvição dele – disse o advogado do atleta, Bichara Neto.

A defesa do camisa 9 do Flamengo busca anular completamente a pena do atleta, que foi reduzida de um ano para seis meses. No fim de fevereiro, a Agência Mundial Antidoping pediu aumento da pena ao jogador. Em vez de um ano, a Wada (sigla em inglês) quer dois anos de afastamento do atacante peruano.

O recurso da Wada será apreciado pelo CAS junto à defesa de Paolo Guerrero em maio. O julgamento foi marcado para o período que encerraria a punição de seis meses do atacante. Caso a pena não seja aumentada, ele poderia jogar dia 5 de maio contra o Grêmio.

Guerrero não joga há cinco meses

Guerrero foi suspenso por doping dia 3 de novembro – nos primeiros 30 dias, a punição era preventiva. Ele retornou aos treinos no Flamengo nessa terça-feira, dia 20 de março – como parte do protocolo de atividades permitidas aos atletas no mês e meio final (45 dias) antes do fim da suspensão de seis meses.

A última partida de Guerrero pelo Flamengo foi no dia 19 de outubro, contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro venceu aquele jogo por 4 a 1 – Guerrero foi substituído por Paquetá aos 21 minutos da segunda etapa. O exame de Guerrero acusou doping após o empate por 0 a 0 contra a Argentina, em Buenos Aires, no dia 6 de outubro, pelas Eliminatórias da Copa da Rússia de 2018.

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here