Mais um caso de violação ao direito do cidadão de ter acesso aos serviços públicos de saúde, no município de Pombal, no Sertão da Paraíba, foi denunciado ao Ministério Público local por um aposentado de 61 anos (nome preservado), que mora no bairro Vida Nova, acometido de um câncer.

O idoso procurou a Promotoria de Justiça na última semana para relatar que descobriu a doença em fevereiro deste ano, iniciando o tratamento de quimioterapia no hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa.

Conforme o Procedimento Administrativo instaurado, o idoso narra que em junho sua médica solicitou a realização de exame PET TC SCAN (para a detecção de tumores e suas metástases) para melhor avaliação do estágio de sua enfermidade, para em seguida, sendo necessário, dar início ao tratamento radioterápico.

Ainda segundo ele, o mesmo deu entrada no pedido do exame prescrito no setor de marcação da Secretaria Municipal de Pombal, no final do mês de junho.

Ele acrescenta que passados os meses de julho e agosto, sem que tenha sido chamado para realizar o procedimento, voltou ao setor e foi informado pela funcionária que ele “precisa aguardar”.

Na rede privada, o exame custa R$ 4.400 e o aposentado diz que não possui condições financeiras para arcar com o custo, solicitando providências do órgão ministerial.

O Promotor Leidimar Bezerra concedeu prazo de cinco dias para que o município preste esclarecimentos sobre o caso, sob pena de ajuizamento de ação civil pública.

VEJA RELATO DO APOSENTADO:

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Blog do Naldo Silva