A camisa do Brasil era azul. Quem vestiu amarelo foi a Colômbia. 
O estádio do Colo-Colo, que costuma ficar preto e branco, ou vermelho nos jogos do Chile, também estava todo amarelo, em tom colombiano. 
E Neymar? Um cartão amarelo, seu segundo na Copa América, já o tiraria da partida de domingo contra a Venezuela, mas, ao término da partida, o camisa 10 acertou bolada em Armero, se envolveu em confusão com Murillo e Bacca, e acabou expulso. 
Quanta amarelada… A Seleção também amarelou? Não. 
Apenas não foi capaz de superar um adversário que, bem-vindo aos novos tempos, se encontra no mesmo nível e mereceu a vitória por 1 a 0. 
NERVOSINHO
Neymar teve uma noite para esquecer em Santiago. Depois da atuação de gala diante do Peru, o craque brasileiro errou tudo que tentou diante dos colombianos. Muito mal com a bola nos pés, ficou muito nervoso e não soube lidar com a derrota. 
Já suspenso do duelo com a Venezuela por receber amarelo ao tocar com a mão na bola em lance no primeiro tempo, o atacante perdeu a linha ao apito final e foi expulso. 
O capitão brasileiro acertou uma bolada em Armero e deu uma cabeçada em Murillo antes de receber empurrão de Carlos Bacca, que também foi punido com cartão vermelho. Desfalque grave para o time de Dunga contra a Venezuela.
INACREDITÁVEL!
Surpresa de Dunga na escalação, Roberto Firmino substituiu Diego Tardelli e decepcionou. Apagado no primeiro tempo, até tentou bons passes para Neymar no início da etapa final, mas perdeu de forma incrível a melhor chance do Brasil no jogo. Após dividida de Elias com Ospina, a bola se apresentou limpa para o camisa 11, sem goleiro, e ele isolou. 
DONO DO JOGO!
Murillo foi o herói colombiano pelo gol marcado, mas o grande condutor da equipe de José Pékerman foi Cuadrado. O meia do Chelsea marcou muito e participou de quase todas as boas jogadas ofensivas. Foi dele a cobrança de falta no lance que definiu a partida, além de quase marcar um golaço em jogada individual no segundo tempo.
EMBOLOU!
Com a vitória da Colômbia, o Grupo C ficou embolado. Os colombianos chegaram aos três pontos, assim como o Brasil e a Venezuela, que encara o Peru nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), em Valparaíso. Na última rodada, domingo, Colômbia e Peru medem forças em Temuco, 16h, enquanto o Brasil joga a vida diante da Venezuela, 18h30, novamente no Monumental, em Santiago.
HW COMUNICAÇÃO com Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here