Cassiano Gonçalo Patrício, de 21 anos, foi condenado há 17 anos de prisão em regime fechado pela morte da sogra dele, em 2016. O acusado confessou ter matado a sogra asfixiada e depois enterrou o corpo dela em uma despensa. A defesa disse que vai recorrer, no 1º Tribunal do Júri.

O júri popular começou às 11h e terminou às 17h e foi presidido pelo juiz Antônio Maroja, que leu a sentença final.

Cassiano disse ter matado a sogra em abril de 2016 porque ela o humilhava e confessou que executou o crime sozinho.

O pedido de condenação, aceito pela Justiça, foi formulado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), justificando que o crime ocorreu por motivo fútil.

Depois do julgamento, o acusado seguiu direto para uma das penitenciárias de João Pessoa.

Relembre o caso:

HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.